Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

sexta-feira, 16 de março de 2012

UM PADRE TOTALMENTE SEM NOÇÃO

Por Ricardo Pereira





Há alguns dias ouvi e li algo sobre o que esse senhor havia dito, mas ainda não tinha me dedicado a ver o vídeo. Hoje vi e fiquei completamente indignado com tamanha falta de respeito, associada a uma intencional deturpação dos fatos e da teologia.
Padre Paulo Ricardo, um homem bem articulado em suas palavras, mas que infelizmente as usa sem graça, desferindo ódio, desrespeito e mentiras contra os protestantes.
Os leitores do ortopraxia sabem muito bem que em todo esse tempo no blog sempre procurei respeitar a fé católica, por mais que discorde de muitos de seus dogmas. Mas hoje, preciso responder cada infâmia que esse senhor disse. Comentarei algumas frases desse moço. Então vamos lá:
ELE PERGUNTA: Por que você tem que ser direto (pedir diretamente a Deus)? 
O humilde padre deveria saber que Jesus que é o Senhor da Igreja manda que nós falemos ao Pai diretamente.  Vamos diretamente a Ele, pois assim Cristo mandou que fizéssemos. Jesus não orientou a buscarmos a intercessão de Abraão, de Isaque, de Davi ou de qualquer outro servo já falecido. Devo orar ao Pai em nome de Jesus. Ele sim é o meio, Ele morreu na cruz e se fez mediador entre nós e o Pai.  Vejamos o que Jesus disse sobre oração: “E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.” (João 14.13) e ainda “Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu nome, ele vo-lo há de dar… pedi e recebereis (João 16:22-23).
Então caro pároco, vamos direto ao Pai não por soberba, mas por obediência!
ELE AFIRMA: O princípio protestante é orgulhoso... O padre parece não conhecer ou finge não conhecer a teologia protestante que afirma a total incapacidade do homem de querer a Deus sem que Ele aja por meio de sua graça e bondade, conduzindo o pecador miserável ao trono da graça.  O orgulho não estaria em afirmar-se como única Igreja de Jesus Cristo?
Vejamos o que realmente é orgulho: NOTA DO CONIC REFERENTE AOS ESCLARECIMENTOS  SOBRE A “DOMINUS IESUS” APRESENTADOS PELA  CONGREGAÇAO PARA A DOUTRINA DA FÉ  NO DIA 10 DE JULHO DE 2007.
 “O Vaticano divulgou nesta terça-feira, dia 10 de julho, um documento, datado de 29 de junho último, que esclarece questões doutrinais internas da Igreja Católica Apostólica Romana... O texto é obra da Congregação para a Doutrina da Fé, tendo sido previamente aprovado pelo Papa Bento XVI para publicação, em forma literária de perguntas e respostas, sem maior desenvolvimento das questões... As “respostas” mostram que Bento XVI continua firme em suas convicções de defender o Cristianismo contra o relativismo contemporâneo e para isto ele aponta para a Igreja Católica como a única que, através de sua continuidade histórica, é capaz de manter uma referência moral e religiosa da herança cristã.   Ao afirmar isto, o Papa indica que apenas na Igreja Católica estes valores podem ser encontrados de forma plena, pois nela subsistem os valores imutáveis do Cristianismo originário. Nas outras comunidades eclesiais cristãs, de acordo com o documento, estes valores estão presentes, mas com uma certa deficiência, tendo em vista que as mesmas não possuem a plenitude dos elementos da única Igreja de Cristo, segundo a auto-consciência da Igreja Católica”. (O texto na íntegra pode ser lido em: http://gentedefe.com/marcosrocha/2010/07/06/conic-reafirma-a-declaracao-da-igreja-catolica-como-a-unica-fundada-por-cristo/).
Qual religião mesmo não é humilde? Onde reside a soberba?
ELE AFIRMA: A minha religião me ensina a me inclinar na frente de um pecador, que é o meu padre, o meu bispo e acreditar que aquela mão é instrumento de santificação... Acreditar que aquela mão de pecador pode ser sinal da mão chagada do Ressuscitado... 
            Não vou dobrar-me diante de ninguém o tendo como mediador, como autorizado para outorgar-me o perdão que Cristo deu-me na cruz do calvário. A Palavra de Deus me insta a honrar, reverenciar, reconhecer e obedecer a autoridade. Mas nunca, em momento algum a Escritura imputa ao pecador o direito a absolvição que somente Cristo confere. 
            Gostaria de um texto bíblico que apontasse verdadeiramente essa prática como ensinada por Cristo ou mesmo pelos apóstolos. Não há. Ela apenas é mais um instrumento de escravização do povo pelo clero. 
 ELE AFIRMA: O princípio protestante é orgulhoso, é soberbo... E se Deus que que você use as criaturas humanas frágeis, o que é que você faz otário?
Sobre o protestantismo ter princípio orgulhoso fico buscando entender qual parte dos “Solas  da Reforma” esse moço  tão instruído não entendeu. O protestantismo histórico foi e é a busca pela volta a teologia de Paulo, de Pedro e dos demais apóstolos. A doutrina protestante humilha o pecador e exalta o Criador.
 Não vou depender da capacidade intercessora de quem segundo a Bíblia não pode comunicar-se comigo! Já leu a parábola do Rico e Lázaro? (Lucas 16). Lá é dito claramente por JESUS que não é possível contado entre pessoas que morreram com quem está aqui na terra. Se não podem interagir conosco, como podem mediar? Sei lá, sou otário, não entendo isso mesmo! 
 
 ELE AFIRMA QUE DIZEMOS: Eu vou direto pra Deus, eu não preciso de Maria, eu não preciso do padre, eu não preciso dos sacramentos...
Eu preciso de Maria, de Priscila e Áquila, de Francisco de Assis, de Agostinho de Hipona, de Policarpo, de John Huss... Preciso deles sim... Suas histórias de vida, seus legados, seu exemplos são “rastros” em uma trilha tão obscura em um mundo tão sombrio. Esses homens e mulheres caminharam “com Cristo e por Cristo” e preciso tê-los como pilares da fé.
Mas também não preciso e nem posso contar com eles como mediadores. Eles estão na gloriosa presença do Pai e não podem interceder por mim. Cristo é o Bastante. Você acha que precisa de algo ou alguém mais?
Eu preciso dos sacramentos. Preciso sim do batismo e da Ceia. Cristo os instituiu. Preciso deles! Agora me digam onde Cristo ordenou a extrema unção ou unção dos enfermos, ou o crisma ou a penitência? Dê-me Bíblia para isso e calar-me-ei!
Engraçado dizer que os protestantes afirmam não precisar dos sacramentos quando há diversos tomos da teologia da Reforma afirmando a essencialidade deles. É leviano dizer isso. Mas há sempre uma multidão pronta a menear a cabeça positivamente para tudo que for dito. Há sempre uma multidão perdida como ovelhas que não tem pastor e acaba sendo conduzida por lobos em peles de cordeiros. 
 ELE AFIRMA ZOMBANDO DOS PROTESTANTES: Jesus é único mediador, Jesus é único mediador, Jesus é único mediador, e eles repetem, eles babam, eles bufam (APLAUSOS). Jesus é o único mediador meu filho, mas você já ouviu falar do corpo de Cristo?
            Jesus é o único mediador! Eu babo sim por isso! Eu vivo com essa certeza, é por Ele e somente por Ele que minha vida é aceita pelo Pai. Não é pelos meus méritos, pelas minhas boas obras ou por alguma bondade que possa ser vista nesse pecador miserável que sou. Sou aceito pela aceitação de Cristo. Eleito pela eleição de Cristo, amado no amor dEle. Por isso eu babo sim!
            Talvez o ilustre padre um dia perceba como é bom babar por Ele!
            Já ouvi sim falar do corpo de Cristo. O que nunca tinha visto ou ouvido foi uma distorção tão mal intencionada da doutrina de Cristo e da Igreja. A Igreja não é o Cristo.  Ela é de Cristo!
ELE AFIRMA: Esse ódio que os protestantes tem contra a igreja não vai ficar de graça não... Eles amam Jesus Cabeça, mas enquanto isso, perseguem a igreja, cospem na Igreja, falam mal de Maria Santíssima... Falam mal do Papa que é membro da Igreja... Cadê o cristianismo bíblico que vocês pregam? A virgem maria age na salvação do mundo
Tenho convicção absoluta que os perseguidores não ficarão impunes. Estou certo que Deus em tempo oportuno agirá com poder e justiça. Mas o tempo é d’Ele e tudo acontece segundo o padrão estabelecido. 
É engraçado ouvir esse moço falando de perseguição. Fico lembrando John Huss que foi queimado vivo porque queria que a Bíblia fosse traduzida para o povo. Penso como deve ter sido estranho condenar John Wiclyffe a morte na fogueira e ao perceber que ele já estava morto, retirar os ossos do túmulo e queimar. 
Perseguição? Chega a ser cômico ouvir essa palavra vinda de alguém que em todos os seus vídeos desfere veneno, ódio e injúria contra os evangélicos.
E fala sério Padre Paulo Ricardo, a história desse país diz muito bem quem perseguiu e matou. Posso citar na Paraíba os exemplos de homem perseguidor: Frei Damião. A Igreja Presbiteriana de Patos e outras mais no Sertão do Estado foram destruídas pelas perseguições lideradas pelo frade.
Não sei se falta a esse senhor conhecimento histórico ou se ele é mal intencionado mesmo.
ELE AFIRMA: Este corpo de Cristo que é a Igreja é gerado por uma mulher, que foi Maria.
            Sobre Maria já escrevi de forma bastante simples e notadamente respeitosa em outro texto. Ela é mãe de Cristo, serva fiel ao Senhor. Exemplo de dependência de Deus, obediência, serviço, amor, dedicação... Deve ter sua memória honrada por todos os que se dizem cristãos. MAS NÃO É A MÃE OU GERADORA DA IGREJA. 
            Não há Bíblia para dizer que ela é a mãe da Igreja. Não há nos pais da Igreja esse tipo de devoção que a ICAR emprega. Isso é leviano, é desonesto e desrespeitoso.   
            Quero concluir reiterando que em todo tempo respeitei e respeitarei pessoas queridas que são católicas. Discordo de sua crença, mas respeito sua liberdade de crer diferente de mim. Sou capaz de brigar pelo seu direito de crer. Tenho parentes amados, amigos muito chegados que são católicos e os respeitos em suas escolhas de fé.
            Mas não admito que um padre irresponsável, sem noção do ridículo abra sua   boca suja, espalhando suas sujidades pronuncie tanta sandice contra que não lhe fez ou faz o mal.
            Desejo sinceramente que esse senhor, que certamente não representa a maioria do povo católico brasileiro se arrependa de tudo o que falou e que nesse momento se habilite a pedir perdão a Deus e se retrate com os por ele ofendidos.
            Deus nos cuide!
            
Ortopraxia

10 comentários:

Caline disse...

Eu nem me dei ao trabalho de assitir o video pra não ter raiva. Mas pelo que li, coitado... Completamente sem noção de nada! Sem noção de Bíblia, sem noção de Teologia e sem noção de História. E mais sem noção ainda são os que o aplaudem.

Ana Chagas disse...

Pr. Joelson, o que mais me deixou horrorizada é a forma como ele distorce a questão do Corpo de Cristo. A Obra redentora, a saber, humilhação ao nascer em forma de homem (criatura caída e digna do inferno), morte e ressurreição é exclusivamente de Cristo. Maria não tem poder de mediadora,a Bíblia não lhe deu tal atributo em texto algum; portanto, Cristo é a Cabeça da Igreja.
Acerca do todo, o que ele faz é tentar nos acusar de pregarmos a Verdade da Bíblia Sagrada, a qual foi, durante muito tempo, negada ao povo pela ICAR; quando muitos que tinham acesso à Ela sem permissão morriam envenenados por terem enxarcado suas páginas de veneno. Bíblia esta, à qual hoje temos acesso, graças a Deus e aos nosos irmãos que foram martirizados, deram suor e sangue na preservação, tradução e propagação do Texto Canônico. Ele nega a Palavra de Deus ao tentar impôr os dogmas criados pela ICAR que não têm base bíblica alguma e ainda humilha publicamente o povo de Deus. Que ele se arrependa a tempo. Jesus está às portas!

Deus continue nos abençoando!

Ana Chagas disse...

Pr. Caco, parabéns pelo Post! Comentei me dirigindo apenas ao Pr. Joelson, mas vi que foi o senhor quem escreveu. Rsrs

Anônimo disse...

A grande questão que o padre não explicou e que causa divergências é que os católicos não estão obrigados a provar tudo pela Bíblia.O critério "Sola Scriptura",conhecido por aqui "Só a Bíblia" é um critério criado por Lutero e para protestantes.Não para católicos.Evidente que, se um tenta explicar tudo pela Bíblia e outro fornece explicações além da Bíblia,jamais concordarão.Antes de qualquer debate é preciso definir critérios.Qual é o critério adequado ? Quem definiu o "Sola Scriptura" ? Jesus o ensinou ? Os apóstolos o ensinaram ? A Bíblia explica ? Mas quem veio antes ? A Bíblia ou a Igreja ? A Bíblia caiu no colo do protestante ? Foi Jesus que entregou a Bíblia ao protestante ? Quem compilou a Bíblia ? Se um fala chinês e o outro fala grego,não há possibilidade de entendimento.Se o protestante continuar sempre partindo do princípio de que Lutero é DEUS para definir todas as coisas,jamais poderá compreender os dogmas católicos.E sempre produzirá argumentos infantis como:"católicos leiam a Bíblia".Ora, eu sou ex protestante e posso afirmar que quem se der ao trablaho de ler o catecismo da igreja católica ficará surpreso. Muitas das acusões que são feitas a Igreja,e que eu também fazia, foram derrubadas para mim no momento que me dispus a conhecer efetivamente o meu "adversário". Os católicos cometem o erro de ignorarem sua própria doutrina.Os protestantes cometem o erro de darem aos homens toda sua confiança.Para que a Bíblia seja a única fonte de revelação é indispensável que o Altíssimo DEUS a defina como tal.A própria Bíblia não diz de si própria ser a única fonte de revelação.Pelo contrário, em Timóteo percebemos que a Igreja e somente a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade.Srs.Protestantes, com o devido respeito, não cometam o erro de parte dos católicos. Estudem.E examinem ainda os escritos de Lutero e vejam se ele é ou não confiável.

Anônimo disse...

Meus caros irmãos, para que vocês tenham idéia vejam o que diz o catecismo da Igreja Católica:

“432. O nome de Jesus significa que o próprio nome de Deus está presente na pessoa do seu Filho feito homem para a redenção universal e definitiva dos pecados. Ele é o único nome divino que traz a salvação e pode desde agora ser invocado por todos, pois a todos os homens Se uniu pela Encarnação, de tal modo que não existe debaixo do céu outro nome, dado aos homens, pelo qual possamos ser salvos» (Act 4, l2) (17).

480. Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem, na unidade da sua Pessoa divina; por essa razão, Ele é o único mediador entre Deus e os homens.

Vejam ainda o tratado de devoção a Santíssima Virgem.

“...14 Confesso com toda a Igreja que Maria é uma pura criatura saída das mãos do Altíssimo. Comparada, portanto, à Majestade infinita ela é menos que um átomo, é, antes, um nada, pois que só ele é “Aquele que é” (Ex 3, 14) e, por conseguinte, este grande Senhor, sempre independente e bastando-se a si mesmo, não tem nem teve jamais necessidade da Santíssima Virgem para a realização de suas vontades e a manifestação de sua glória. Basta-lhe querer para tudo fazer.

15. Digo, entretanto, que, supostas as coisas como são, já que Deus quis começar e acabar suas maiores obras por meio da Santíssima Virgem, depois que a formou, é de crer que não mudará de conduta nos séculos dos séculos, pois é Deus, imutável em sua conduta e em seus sentimentos.”

A perpétua virgindade de Maria na
Bíblia:

Ezequiel 44,1-3: "Então me fez voltar para o caminho da porta do santuário exterior, que olha para o oriente, a qual estava fechada. Disse-me o Senhor: 'Esta porta estará fechada, não se abrirá; ninguém entrará por ela. Porque o Senhor Deus de Israel entrou por ela, estará fechada. Quanto ao príncipe, ele ali se assentará como príncipe, para comer o pão diante do Senhor; pelo caminho do vestíbulo da porta entrará, e por esse mesmo caminho sairá".

Anônimo disse...

Os reformadores

Lutero: Ao referir-se a Mt 1,25, observa: "Destas palavras não se pode concluir que, após o parto, Maria tenha tido consórcio conjugal. Não se deve crer nem dizer isto" (Obras de Lutero, edição Weimar, tomo 11, pg. 323).

“O que são as servas, os servos, os senhores, as mulheres, os príncipes, os reis, os monarcas da terra, em comparação com a Virgem Maria, que, além de ter nascido de uma estirpe real, é também Mãe de Deus, a mulher mais importante da Terra? No meio de toda a Cristandade ela é a jóia mais preciosa depois de Cristo, a qual nunca pode ser suficientemente exaltada; a imperatriz e rainha mais digna, elevada acima de toda nobreza, sabedoria e santidade”.

"É uma doce e piedosa crença esta de que a alma de Maria não possuía o pecado original; assim, sua alma estava completamente purificada do pecado original e embelezada com os dons de Deus, por ter recebido de Deus uma alma pura. Portanto, desde o primeiro momento de sua vida, ela estava livre de todo o pecado" (Martinho Lutero, "Sermão sobre o Dia da Conceição da Mãe de Deus", 1527).

Calvino: “Não podemos reconhecer as bênçãos que nos trouxe Jesus, sem reconhecer ao mesmo tempo quão imensamente Deus honrou e enriqueceu Maria, ao escolhê-la para Mãe de Deus.” (Comm. Sur l’Harm. Evang.,20)

"Proclamava uma tão grande dádiva de Deus, que não era lícito silenciá-la...Reconhecemos que este dom foi altamente honroso para Maria. De boa vontade, seguimo-la como mestra, e, obedecemos aos ensinamentos e preceitos da Virgem" ( Calvini Opera 45,38) ( Obra de Calvino 45,38)

John Wesley:“Creio que Jesus foi feito homem, unindo a natureza humana à divina em uma só pessoa; sendo concebido pela obra singular do Espírito Santo, nascido da abençoada Virgem Maria que, tanto antes como depois de dá-lo à luz, continuou virgem pura e imaculada.”

Zwinglio: "Firmemente creio, segundo as palavras do Evangelho, que Maria, como virgem pura, nos gerou o Filho de Deus e que, tanto no parto quanto após o parto, permaneceu virgem pura e íntegra." (Zwinglio, em "Corpus Reformatorum")

Anônimo disse...

Espero que publique minhas mensagens. Sou ex protestante e fui respeitoso e não estou de acordo que chamem os evangélicos de otários. Foi desnecessário o que o padre falou. Mas conhecer um pouco da doutrina católica e não repetir certas coisas propagadas pelos falsos mestres televisivos seria interessante. Ninguém ficou ofendido quando o Silas chamou de trouxa que não prega teologia da prosperidade. Ninguém ficou ofendido quando o Macedo disse que os cantores estavam cheios de demônios. E ninguém pediu desculpas quando o bispo da Universal chutou a santa católica. O que está doendo é ofensa ou fato de ter partido de um padre ? Outros tantos chamam outros de hereges e ninguém fica deprimido.

JOELSON GOMES disse...

Anônimo. Obg pela visita e pelos comentários. Mas, pelo que vc diz dos protestantes e sobre a formação das Escrtiras ve-se que vc não conhece a Teologia Protestante (Soli Deo Gloria). Com isso ninguem faz de Lutero Deus nem de homem algum. Outra coisa, quem disse que Lutero é guia para os protestantes, ele nem é guia para a Igreja Luterana. O guia para o protestantes não é catecismo ou outra coisa, mas é a Biblia. É claro que sei que esta doutrina irrita, pois deixa o acusador sem defesa (se não falar de acordo com esta lei, que seja anatema).Quanto a interpretação de Lutero e outros sobre a virgindade de Maria, não parametro para a exegese, eles são homens e se falaram se está de acordo com a Escritura erraram. Eis nossa diferença, não importa quem fale, tem que ser de aconrdo com a Biblia. Volte sempre.

Anônimo disse...

Agradeço o espaço democrático e a acolhida. Discordar é um direito lícito. Minha briga não é contra a carne e o sangue. Também não vou responder porque seria deselegante pretender a dar a última palavra não sendo o propietário do blog. Réplicas neste contexto seriam inadequadas. Com Cristo, por Cristo e em Cristo. A DEUS Pai todo poderoso, na unidade do Espírito Santo, amém.

OSWALDO DE PAULA GARCIA disse...

Que pena que este católico não se apresente com seu nome. Expôs educadamente sua opinião e soube retirar-se na hora certa.

Entro, então eu,claro que não com a mesma competência, apenas para referir-me à doutrina protestante do "Sola Scriptura".

Sinceramente, tal doutrina não me irrita de forma alguma. Pelo contrário, deveria irritar aos protestantes porque quando a procuram na Bíblia não a encontram.e, já que afirma que para ser aceito, deveria constar das Escrituras, ele mesmo se desautoriza.

Os evangélicos têm de se contentar com alguma coisa que, nem de longe quer dizer que a Bíblia é a ÚNICA regra de fé e prática. Em diversas passagens apresentadas, em nenhuma delas é mostrado o termo "SOMENTE" ou outro vocábulo ou expressão equivalente. Pior ainda, é que Jesus nunca mandou ninguém ler a Bíblia (não confundir EXAMINAIS com EXAMINAI), mas declarou que aquele que não desse ouvidos à Igreja deveria ser considerado pagão.

São Marcos em seu Evangelho foi além. Depois de dizer que a Igreja foi enviada para ENSINAR a todas as nações conclui que aquele que não cresse seria condenado: "Por fim apareceu aos Onze, quando estavam sentados à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, por não acreditarem nos que o tinham visto ressuscitado. E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado" (Mc 16,14-16)

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.