Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

domingo, 23 de agosto de 2009

LUTERANOS AMERICANOS ADEREM A VIADAGEM E TERÃO PASTORES GAYS CASADOS COM PESSOAS DO MESMO SEXO


A igreja protestante luterana norte-americana, com 4,6 milhões de membros nos Estados Unidos, vai doravante aceitar que pastores homossexuais vivam em matrimónio, após uma moção votada durante uma convenção em Minneapolis (norte).


A Evangelican Lutheran Church (ELCA), formada por cerca de 10.000 congregações nos Estados Unidos, aprovou sexta-feira à noite por 559 votos a favor e 451 contra, após um intenso debate, um texto autorizando que pastores homossexuais "vivendo uma relação homossexual durável e monogâmica" possam exercer no seio da igreja.


Nós votamos "pela possibilidade de pastores gays e lésbicas vivendo numa relação de compromisso poderem exercer cargos na igreja", disse John Brook, porta-voz da ELCA.


Os protestantes luteranos, que praticam a eucaristia, já aceitavam o exercício de pastores homossexuais na condição de viverem em celibato.


"Nós não somos os primeiros" nos Estados Unidos, sublinhou John Brook. Algumas outras igrejas protestantes, nomeadamente a Igreja Episcopaliana norte-americana, já autorizam a ordenação de pastores homossexuais em actividade nos EUA.

Durante uma convenção de três dias, que juntou 2.000 delegados, dos quais um milhar de votantes, os debates foram intensos, reconheceu Brook.

"Há diferenças de interpretação das Escrituras sobre o assunto, cada um tomou a sua decisão segundo a sua própria interpretação, e isto foi um debate apaixonado, mas cívico", sublinhou.




OBS: Lutero não criou essa aberação que chamam hoje de luteranismo na América. Vemos por fatos assim como quando um lider morre as pessoas que asumem seu posto podem trocar seus objetivos. De uma igreja bíblica formada por um gigante da fé, para uma "igreja" apóstata presa as garras do pecado. Deus tenha misericórdia de nós.

14 comentários:

Márcia Gizella disse...

Que absurdo....
Joelson, vc sabia que o Macedão não combate o homossexualismo?
Leia no blog dele....
É Só Deus.....

Márcia Gizella disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maya Felix disse...

Ninguém merece. Lamentável.

Edimar Suely disse...

Jamais permita que pedras interrompam
tua caminhada:
quando chegares ao teu destino teus pés
estarão mais fortes.
Jamais permita que o desânimo te faça
desistir!!!
quando elas forem atingidas terás ânimo renovado.
Jamais permita que maledicências roubem
o teu equilíbrio emocional:
quando a Verdade furar essas nuvens negras,
tua saúde mental não terá sido abalada.
Jamais permita que discórdias te façam
perder a Fé em teus amigos:
quando chegar a calmaria não terás feito inimigos.
Jamais permita que a competição pelo sucesso
coloque em ti dúvidas quanto às tuas capacidades:
chegada a hora da colheita, colherás os benefícios
da confiança em ti mesmo.
Jamais permita que "conselhos" de
pessoas infelizes quebrem tuas convicções:
ao final estarás salva de ser infeliz também.
Jamais permita que bajulações te impeçam
de enxergar com clareza:
teus olhos postos imparcialmente nos teus feitos
te ajudarão a corrigir tuas possíveis e humanas falhas.


É lamentável o que vem acontecendo. Há pouquíssimo tempo, recebi folhetos evangelísticos de uma igreja só para gays. Não sei qual a Bíblia que eles seguem!!!

Graça e paz!

Edimar Suely
jesusminharocha2.zip.net

wesley disse...

UM ABSURDO! UM ABUSO! "virou a casa da mãe Joana". Se essa moda pega estamos fritos... q Deus nos proteja.
Pra mim é de causar indignação e de dar graças a Deus por ser congregacional e saber q denominação q estou não gosta dessa palhaçada.

jane disse...

Tudo caminha para o caos. É impossivel não nos escandalizarmos, mas a propria palavra do Senhor, nos alertou sobre esses acontecimentos.

Mateus 24:10-12: “Nesse tempo, muitos se escandalizarão, trair-se-ão mutuamente e se odiarão uns aos outros. Surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos. E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de quase todos esfriará.”

Tais coisas devem acontecer, mas ainda não é o fim.

Estejamos atentos.

Porque coisas mais abominaveis ainda virão!

Graça e paz!

Paulo Roberto Langwinski disse...

Declaração do Presidente da Igreja Luterana – Sínodo de Missouri em resposta a certas ações da Convenção Nacional da Igreja Evangélica Luterana na América
24 de Agosto de 2009*

As duas maiores denominações luteranas nos Estados Unidos são a Igreja Evangélica Luterana na América (ELCA), com 4.8 milhões de membros, e a Igreja Luterana – Sínodo de Missouri (LCMS), com 2.4 milhões de membros.
Na sexta-feira, dia 21 de agosto, a Convenção Nacional da Igreja Evangélica Luterana na América votou a questão de abrir o ministério da ELCA a pastores e outros profissionais gays e lésbicas, que estão vivendo em “relações comprometidas”. Numa ação anterior, a convenção aprovou uma resolução que compromete a ELCA “a encontrar formas de permitir comunidades que optarem por agir assim, que reconheçam, suportem, aqueles que publicamente mantém relações do mesmo sexo, comprovadamente duradouras e monogâmicas”.
A Igreja Luterana – Sínodo de Missouri tem afirmado como sua própria posição o entendimento histórico da Igreja Cristã de que a Bíblia condena o comportamento homossexual como “intrínsicamente pecaminoso”. Isto é contrário a vontade do Criador e constitui pecado contra os mandamentos de Deus (Lv 18.22, 24; 20.13; 1Co 6.9-20; 1Tm 1.9-10; Rm 1.26,27).
Me dirigindo a Convenção da ELCA no sábado, dia 22 de agosto, respondi a suas decisões previamente citadas, dizendo: “As decisões desta assembléia ao garantir o provilégio de ministros homossexuais não-celibatários servirem como líderes na ELCA e a afirmação de uniões do mesmo gênero como agradáveis a Deus sem dúvida alguma causam tensão e disarmonia adicionais dentro da ELCA. Isto irá afetar negativamente o relacionamento entre nossas duas denominações. A corrente divisão entre nossas duas denominações ameaça tornar-se um abismo. Isto machuca o meu coração e os corações de todos na ELCA, na LCMS, e em outras denominações cristãs por todo o mundo que não veem estas decisões como compatíveis com a Palavra de Deus, ou em acordo com o consenso de 2.000 anos de afirmações teológico-cristãs com relação ao que a Escritura ensina sobre a sexualidade humana. Declarando de forma simples, este assunto está fundamentalmente relacionado às diferenças significativas em como entendemos [nossas duas denominações] a autoridade da Escritura Sagrada e a interpretação da infalível e revelada Palavra de Deus.”
Decisões doutrinais adotadas já em 2001 levaram a LCMS, em sincera humildade e amor, a declarar que não mais poderiamos considerar a ELCA “como uma igreja Luterana ortodoxa” (2001 Res 3-21A). Infelizmente, as decisões desta semana que passou, que ignoram a ensino bíblico sobre a sexualidade humana, tem reforçado aquela conclusão. Respeitamos o desejo de seguir a consciência no fazer decisões morais, mas a consciência não pode anular a Palavra de Deus.
Reconhecemos que muitos irmãos e irmãs dentro da ELCA, clérigos e leigos, estão comprometidos em permanecer fiéis ao Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, estão comprometidos com a autoridade da Sagrada Escritura, e apõe-se firmemente a estas ações. A eles oferecemos a garantia do nosso encorajamento amoroso junto com a nossa vontade de proporcioná-los o apoio apropriado em seus esforços para permanecer fiéis a Palavra de Deus e aos escritos históricos da Igreja Luterana e todas as outras igrejas Cristãs dos últimos 2.000 anos.
* Dr. Gerald B. Kieschnick, President The Lutheran Church--Missouri Synod
Fonte: http://www.lcms.org/pages/internal.asp?NavID=15620
(Traduzido pelo Rev. André S. Dreher – pastor da CEL. “Cristo” de Gov. Valadares, MG)

Paulo Roberto Langwinski disse...

(Recebido por e-mail)
A Diretoria Nacional da Igreja Evangélica Luterana do Brasil (IELB) foi consultada sobre a decisão tomada na sexta-feira, dia 21 de agosto de 2009, pela Convenção Nacional da Igreja Evangélica Luterana na América (ELCA), que aprovou a questão de abrir o ministério desta igreja a pastores e outros profissionais gays e lésbicas, que estão vivendo em “relações comprometidas”.

Apesar da IELB não manter comunhão de púlpito e altar com a ELCA, lamenta profundamente essa decisão, por estar ciente de que o comportamento homossexual é contrário à vontade de Deus, revelada na Sagrada Escritura.

Oramos para que Deus tenha misericórdia da sua Igreja em todo o mundo e somos solidários com todos os que se opõem a esta e a outras decisões que são contrárias à Palavra de Deus.

Pastor Arnildo Schneider
Presidente em exercício

ALEXANDRE ESCRAVO DO DEUS VIVO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ALEXANDRE ESCRAVO DO DEUS VIVO disse...

QUE VERGONHA AMERICANOS LUTERANOS, VCS DETÊM A VERDADE DE DEUS PELA SUAS INJUSTIÇA: AMINHA ORAÇAO É QUE VCS VOLTEM O MAIS RÁPIDOS PARA O EVANGELHO DE CRISTO QUE É SIMPLES E VERDADEIRO!!! EM NOME DE JESUS! AMÉM. PRA NÓS QUE SOMOS ESCRAVOS DO SENHOR DEUS!!! A ORAÇAO É! QUE DEUS CONTINUI NOS AJUDANDO A VIVER O EVANGELHO DE CRISTO QUE É PURO E VERDADEIRO!!!!! EM NOME DE JESUS!!! AMÉM.

Anônimo disse...

Joelson,
Admiro muito seu trabalho, e
concordo em genero, numero e grau que os luteranos norte americanos deliberaram uma aberração eclesiastica.
Porém, lamento profundamente que o texto esteja maculado pela referencia pejorativa "viadagem".
O texto, que é coerente, não precisava disto.
Existem cristãos que estão passando por essa delicada situação em familia, e não gostariam de ter o problema de seus filhos taxados como mera "viadagem".
Já lidei com pais com filhos nesta situação, e sei do sofrimento e do preconceito que sofreram de todos, inclusive, dos que deveriam dar consolo, que somos nós, os cristãos.
Até porque, não poderiamos chamar de "puteiro" as igrejas que aceitaram os homossexuais como bispos ou onde existam membros em fornicação ou adulterio.
Abraços.

Anônimo disse...

Joelson,
Admiro muito seu trabalho, e
concordo em genero, numero e grau que os luteranos norte americanos deliberaram uma aberração eclesiastica.
Porém, lamento profundamente que o texto esteja maculado pela referencia pejorativa "viadagem".
O texto, que é coerente, não precisava disto.
Existem cristãos que estão passando por essa delicada situação em familia, e não gostariam de ter o problema de seus filhos taxados como mera "viadagem".
Já lidei com pais com filhos nesta situação, e sei do sofrimento e do preconceito que sofreram de todos, inclusive, dos que deveriam dar consolo, que somos nós, os cristão.
Até porque, não poderiamos chamar de "puteiro" as igrejas que aceitaram os homossexuais como bispos ou que existam membros em fornicação ou adulterio.
Abraços.

DIACONO EDSON IEC EM CURADO IV disse...

PASTOR JOELSON VENHO PARABENIZA-LO
PELO ARTIGO PUBLICADO NO JORNAL DA ALIANÇA.DE UMA MANEIRA BASTANTE TRANSPARENTE E SENSATA , O TEMA QUE HOJE É BASTANTE COMPLICADO FOI EXPOSTO DE UMA MANEIRA EXTRAORDINARIA

Líllian Régis disse...

O comentário anônimo está apoiadíssimo. Não se pode desrespeitar quem quer que seja. Discordar da postura da igreja luterana é uma coisa, mas ser preconceituoso ou cruel não é justo. É realmente uma pena o uso de 'viadagem' no título, mas ressalto que o texto não é de autoria do GRAÇA PLENA.

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.