EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

PARA ACHAR UM ASSUNTO ESCREVA A PALAVRA AQUI

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

MULHER CRISTÃ, VALORIZE-SE!

Por  Sara Cerqueira

Antigamente, quando dizíamos que éramos cristãos, as pessoas tinham mais respeito; hoje, nem sequer nos levam a sério. Isso acontece porque perdemos nossa identidade. Em algum momento da história, deixamos de lado o que foi dito por Jesus a Deus, em João 17:14, “porque eles não são do mundo, como também eu não sou”, e nos deixamos ser seduzidos pelo mundo.

A partir disso, começamos a nos moldar ao mundo, a considerar certas atitudes, vestimentas e palavras como algo normal, quando não são.

Nós, como cristãs e filhas do Altíssimo, precisamos ter um cuidado especial com nosso comportamento, porque, infelizmente, estamos saindo dos nossos tronos de princesas, para nos equipararmos a mulheres mundanas, que não tem nada a nos acrescentar.

Três atitudes me chamam atenção no meio feminino cristão:
 
1.       Nossas vestes insinuantes.
2.       Nosso vocabulário de baixo nível.
3.       Nossas conversas com rapazes.

Antes de falar sobre esses três pontos, gostaria de deixar claro que minhas opiniões estão firmadas na Bíblia, a Palavra de nosso Deus e Pai. Portanto, se alguém que não comunga da mesma fé que a minha vier a ler esse texto e discordar, não há nada que eu possa fazer, a não ser explicar tudo à luz das escrituras e orar para que o Espírito Santo mostre a verdade para você.
 

1.       Nossas vestes insinuantes.

A Bíblia não nos diz o que devemos e o que não devemos usar, tampouco o que devemos ou não vestir, mas ela deixa claro que devemos nos portar com decência e isso nos basta para analisarmos certas roupas que permeiam as vestimentas dos cristãos.

Como disse o apóstolo Paulo aos Coríntios: "todas as cousas são lícitas, mas nem todas convêm; todas as cousas são lícitas, mas nem todas edificam". I Co 10:23

Quando falamos nesse assunto, muitas meninas já olham de forma desconfiada, com pedras nas mãos e dizendo: "roupa não molda caráter", "roupa não qualifica a pessoa como pecadora", "não é a roupa que importa, mas as atitudes”.

Realmente, tudo isso é verdade. Não é porque uma pessoa usa uma saia que chega a arrastar no chão, usa uma blusa de manga comprida e não põe maquiagem, que ela será menos pecadora. Não é porque alguém se porta com decência que ela tem um caráter reto.

Entretanto, quais são nossas intenções ao usarmos roupas curtas, exibindo nossas pernas e seios; ou roupas que moldam o corpo, enaltecendo nossas curvas? Como glorificamos a Deus quando postamos fotos que ressaltam nosso corpo e nada mais? O que desejamos quando usamos uma blusa tão decotada que, ao conversarmos com alguém, essa pessoa não consegue nem sequer olhar para o nosso rosto? Será que o nosso intuito é honrar o nome de Deus?

E quando vamos à praia com aquele biquíni minúsculo, será que as pessoas veem a Cristo em nós? Será que não estamos mais preocupadas em expor nosso corpo, em nos sentirmos desejadas e admiradas, do que fazer com que a luz de Deus transpareça em nós?

Irmãs, mesmo não havendo uma regra para a forma de nos vestir, devemos lembrar que nosso corpo é o templo do Espírito Santo e, como tal, devemos zelar por ele em toda circunstância, para que em tudo o nome de Deus seja glorificado.

Nosso corpo não foi feito para que nos gloriemos a nós mesmos, mas ao nosso Deus Pai, que nos escolheu dentre uma multidão de pecadores e nos remiu de todos os nossos pecados. Nosso corpo não é mais nosso, mas dele!

“Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo” I Co 6:19,20.

Não esqueçamos também que a forma com que nos vestimos pode fazer com que outras pessoas caiam em pecado e tenham pensamentos maliciosos. Provocar o pecado nos irmãos é algo vergonhoso e condenado nas escrituras.

Esse culto ao corpo é idolatria e precisamos lutar contra isso. Essa nossa vontade, muitas vezes sutil e não perceptível, de sermos elogiadas, admiradas e desejadas não é bíblica e mostra o quanto precisamos orar e suplicar a Deus por misericórdia, para que não sejamos objeto nas mãos do diabo para a queda de irmãos em Cristo.

“Disse Jesus a seus discípulos: É inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual eles vêm! Melhor fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho, e fosse atirado no mar, do que fazer tropeçar a um destes pequeninos" Lc 17: 1,2
 

2.       Nosso vocabulário de baixo nível.

Foi-se o tempo em que as pessoas, principalmente as mulheres, tinham vergonha de proferir alguma palavra torpe e obscena. Já hoje, a cada dez palavras que pronunciamos, onze são palavrões!

Ficou algo tão banalizado, que já nem sequer reparamos quando falamos palavrões em nossas conversas. Eu, pessoalmente, tenho uma dificuldade enorme com isso e tenho lutado diariamente contra minha carne, para superá-la. Minha internet trava? Praguejo. Bato meu mindinho na quina da cama? Praguejo. Saio de casa e esqueço algum material? Lá estou eu, com minha boca imunda, falando besteira novamente.

Esse quadro só começou a mudar depois que minha vida foi moldada por Deus e meu coração foi continuamente aperfeiçoado por Cristo. É normal termos um vocabulário baixo quando nossas amizades não são adequadas, quando o que lemos e assistimos não nos ajudam a crescer e quando nosso coração está tomado por coisas mundanas.

Mas a partir do momento em que preenchemos nossos corações com o Espírito Santo, por mais que ainda falemos algo ruim, não é com a mesma frequência de antes, porque além de nos policiarmos mais, nossa mente e nossos pensamentos começam a buscar as coisas do alto.

Em Lucas diz “porque a boca fala do que está cheio o coração” (Lc 6:45). Com o que nosso coração tem sido alimentado diariamente? Com programas de humor de baixo calão? Com novelas que nunca nos acrescentam nada de positivo? Com conversas inúteis com pessoas que nos influenciam para o caminho do mal?

Se não preenchermos nossa vida com a Palavra de Deus, com louvores a Ele e com conversas edificantes com amigos, parentes e irmãos, será cada vez mais difícil ocuparmos nosso coração com o que realmente é agradável ao Pai.

Como cristãs, devemos fugir disso. Nossos exemplos não devem ser a menina popular da escola, que fala o que quer, sem medir as palavras, ou aquela cantora com músicas obscenas. Nosso alicerce deve ser sempre a Bíblia e devemos buscar, continuamente, a santificação da nossa alma, do nosso corpo e da nossa mente.
 

3.       Nossas conversas com rapazes.

Partindo do pressuposto que meninas cristãs compromissadas não ficam de conversinhas galantes com outros rapazes, dirijo-me às meninas que, como eu, são solteiras.

Como é natural da mulher gostar de ser cortejada e hoje perdemos completamente o pudor, então cada vez mais somos insinuantes no nosso falar, para conseguirmos mais cortejos e elogios.

Entramos no chat e das cinco pessoas falando conosco, quatro são rapazes e, todos, de certa forma, dando em cima. Por gostarmos de ser cortejadas, damos bola. Às vezes as conversas não são imorais e o rapaz pode até ter boa intenção, mas nós, muitas vezes, mesmo não tendo nenhum interesse por ele, continuamos conversando de forma imprópria, alimentando aquela paixão que ele nutre por nós, simplesmente pela necessidade que temos de ter o nosso ego massageado.

Você se encontra nessa situação? Se não, louvado seja Deus por isso! Mas, se sim, acredite, você não está sozinha no barco.

Muitas vezes, até mesmo sem querer, damos a corda para o rapaz se enforcar. “Ah, é que eu não quero ser grossa com ele”, “que nada, ele é só meu amigo", "não, não, ele fala isso pra todo mundo, por isso não me importo". Muitas vezes pensamos assim, não?

Eu, pelo menos, já passei por essa época e se puder evitar que outras meninas vivam o mesmo que vivi, ficarei feliz.

Primeiro, quando um rapaz está interessado em você, mas você não está, por questão de bom senso e amor a ele, você deve ser clara e explicá-lo que seu interesse por ele não passa de amizade. Isso não é ser grossa, pelo contrário, demonstra o respeito que você tem por ele.

Segundo, amigo não dá em cima, amigo respeita. Se ele fosse só amigo seu, iria se interessar pelo que você está fazendo ou qual livro está lendo, mas não ficaria soltando indiretas.

Terceiro, se ele fala isso pra todo mundo, o problema é dele, mas você não é todo mundo e, como filha de Deus, merece um homem que lhe dê atenção exclusiva. Se você permite que homens desse nível preencham seu tempo, então analise e veja bem se você está se valorizando da forma com que uma princesa - a filha do Rei dos reis - deveria se valorizar.

Acredite, Deus quer lhe dar um homem que lhe ame tanto, que nem sequer pensará em cortejar outras meninas. Você será única para ele, assim como ele será o único para você. Não haverá “todo mundo”.

“Segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso procedimento, porque escrito está: sede santos, porque eu sou santo" I Pe 1:15,16

A ordem nesse versículo não é ser santo em algumas coisas, mas em tudo! E isso engloba as conversas que temos com outros rapazes, sejam elas virtualmente ou não.

Com atitudes como essas, muitas vezes afastamos homens que nos tratariam da forma com que um homem cristão deve tratar uma mulher cristã. Através de um testemunho murcho, um rapaz que está verdadeiramente interessado em nós pode se acanhar e não vir falar conosco.

Nós não devemos trocar um futuro ao lado de um homem verdadeiramente santo, por um presente ao lado de cortejos sem sentimento algum e cujo objetivo, no final, não é glorificar a Deus. Você merece muito mais do que isso!

Portanto, meninas, valorizem-se e não permitam que o mundo molde o seu falar e o seu vestir. Não deixe que o mundo tome o lugar de Deus e da Bíblia em sua vida. As consequências dessa troca não valem a pena. O seu coração é muito importante para ser entregue a qualquer pessoa, a qualquer conversa e a qualquer moda. Valorize-se!
 

6 comentários:

Caline disse...

Assunto batido demais, mas é um bom texto, já que as mulheres das igrejas não sabem mais se comportar como gente decente. Agora, achei estranho quando ela disse:

"Entramos no chat e das cinco pessoas falando conosco, quatro são rapazes e, todos, de certa forma, dando em cima. Por gostarmos de ser cortejadas, damos bola. Às vezes as conversas não são imorais e o rapaz pode até ter boa intenção, mas nós, muitas vezes, mesmo não tendo nenhum interesse por ele, continuamos conversando de forma imprópria, alimentando aquela paixão que ele nutre por nós, simplesmente pela necessidade que temos de ter o nosso ego massageado".

POXAAAAAA, ELA DEVE SER MUITO BONITA! QUATRO HOMENS DISPONÍVEIS NUM CHAT COM SEGUNDAS INTENÇÕES COM ELA???? KKKKKKKK!

Mas falando sério, quem faz isso não presta, tanto crente quanto descrente. Mas o problema é que tem homem cristão que também faz o mesmo. Há homens que gostam de terem mulheres aos seus pés, só para serem admirados, igualmente algumas mulheres fazem isto também.

Mas também tem um detalhe: tem gente que confunde elogio sincero com "cortejo". Não sejamos infantis, as pessoas também elogiam porque admiram sem segundas intenções. Já vi um elogio de um rapaz a uma moça, na minha frente, o cara completamente inocente, a menina saiu espalhando que ele estava dando em cima dela! Fiquei pasma com a ignorância da garota!

Kelly Lisboa disse...

Achei interessante sua postagem, o que a Caline disse é verdade, muitas vezes os homens crentes tomam da mesma atitude de algumas mulheres para ter ibope. Acredito que exista cristãos e cristãos, mas o que se percebe nos dias atuais e que o homem crente tem sua mulher dentro de casa, não gosta de ver sua mulher de roupa curta, mas admira quando vê na rua outras, e não sabe nem disfarçar o olhar, ou seja, sua fala não condiz com a pratica seria importante que houvesse o respeito seja na ausência e na presença da esposa. Continue postando textos assim, que edifiquem nossa maneira de pensar e agir. Paz do Senhor.

talita hadisha disse...

Amei o texto. E me identifiquei muito com meu antigo eu e gostaria de passar sim algumas coisas que não tinha me dado conta e percebi aqui para despertar as jovens edificante mesmo

Alissandra Lima disse...

Amei esta de parabéns pelo texto. Me vi antes de aceitar a Jesus Cristo como meu Salvador, mas vejo alguns vazos precisando ler esse texto. Jesus Cristo abençoe

marilia dilma da costa disse...

Amei o artigo, são palvras q estava em falta na minha mente . Louvado seja o Senhor.

Lúcia Araújo disse...

A paz do Senhor irmã!
Devemos ser sal! É muito lindo ouvir alguem dizer: "Quando eu for crente quero ser igual a Fulano" isso significa que "Fulano" faz a diferença, possui o brilho de Jesus, aquele brilho que só os verdadeiros cristãos possuem.
Quando atingimos um certo grau de maturidade cristã, nos preocupamos só em como vamos agradar ao Senhor. Vivemos no mundo mas não pertencemos mais a ele, fazemos parte do Plano Celestial, aquele que o Senhor tem preparado para os que o amam, desde o princípio quando nos convertemos e ele escreveu nosso nome no Livro da Vida. Lembram?
Amados estamos na reta final, Jesus está as portas! Ele vem buscar os fiéis adoradores, os que o adoram em Espírito e em verdade. É tempo de Redenção... Aleluias!
Portanto devemos andar na presença de Deus, procurando agrada-lo sempre... Em tudo!

"Portanto quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para Glória de Deus. Não vos tornei causa de tropeço nem para os Judeus, nem para os Gentios, nem tampouco para a Igreja de Deus."
I Coríntios 10:31-32
Bom dia! E que a graça salvadora de Jesus esteja com cada um de nós. Amém!
E que ele aplique essas palavras doutrinárias em nossos corações.
Graça e paz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.