Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

EX-PASTOR DO PROJETO VIDA NOVA SE DIZ ENGANADO PELOS LIDERES DO MOVIMENTO


Nosso problema

Antes de contar os acontecimentos pelo qual desejo denunciar a Igreja Projeto Vida Nova, tenho que deixar bem claro quem são eles; o presidente da igreja é o apóstolo Ezequiel Cortaz Teixeira, o outro pastor que me enganou, é o irmão dele Isael Cortaz Teixeira, a esposa e do presidente da igreja chama-se Márcia Teixeira, que foi vereadora na cidade do Rio de Janeiro.

Atenciosamente, quero contar a triste experiência que nós estamos vivendo:

Quando me casei a trinta e oito anos atrás, fui morar na favela nova Brasília que fica ao lado do morro do alemão, com muito esforço e vontade de vencer na vida, consegui juntar dinheiro e dei de entrada em um apartamento da COHAB no bairro Engenho da Rainha aqui na cidade do Rio de Janeiro. Na época, Fiquei muito feliz em poder levar minha família para um bairro melhor fora da favela. E naquele conjunto de apartamentos, havia uma igreja, ‘Assembléia de Deus’ que na época, pertencia ao pastor João Teixeira, pai de Ezequiel Teixeira e Isael Teixeira.

Como eles ainda eram novos, não tinham sido ordenados pastores, eram apenas presbíteros,
foi nessa igreja que eu me converti ao evangelho de Jesus Cristo, juntamente com minha mulher e filhos, tinha eu na época vinte e oito anos de idade. Por sermos quase da mesma idade, fiz uma amizade profunda com ambos Izequiel e Isael, eu os considerava como irmãos de sangue, e achava na minha inocência, que eles também me considerava como um irmão.

Muitas vezes eles juntamente com a família, almoçavam em meu apartamento, com o passar dos anos, o pai deles, pastor João, os ordenou a pastores, e como eles dois eram muito sagazes e persuasivos, conseguiram converter muitas pessoas que moravam naquele bairro. Alguns anos mais tarde o pai deles morreu, sendo assim, o pastor Ezequiel Teixeira, teve a idéia de transformar a igreja assembléia de Deus em projeto vida nova, e como eu estava com eles já há muitos anos, eles me ungiram ou nomearam como pastor também.

Porém quero deixar bem claro, que eu era apenas um pastor auxiliar, nunca, nunca mesmo tirei um níquel se quer da igreja, muito pelo contrário, sempre tive meu trabalho fora e, portanto ainda dizimava pra igreja.

Passado alguns anos, com muito esforço e com a ajuda de Deus, eu consegui com meu trabalho secular, dar entrada em uma casa, e com a venda do meu apartamento da COHAB, realizamos o nosso maior sonho que era comprar uma casa com quintal, onde estamos até os dias de hoje. Só que ao vender meu apartamento naquela época, a pessoa que o comprou o imóvel, adquiriu através de uma procuração que inclusive eles ainda tem em mãos como documento de compra e venda, só que segundo um advogado procurado, a procuração perde a validade depois de cinco anos, sendo assim, perante a COHAB, o apartamento ainda consta no meu nome, e eu nem sabia.
Como na época igreja ‘Projeto Vida Nova’ estava prosperando, o pastor Isael Teixeira, resolveu comprar o ex-cine de ramos para abrir mais uma filial entre tantas outras que já existia.

Como ele não tinha o dinheiro para dar o sinal ao dono do imóvel, ele então reuniu oito membros trabalhadores da igreja e contando comigo, para que abríssemos uma conta no extinto banco Bamerindus, segundo o pastor Isael, não era nada demais, os nossos nomes nem iriam aparecer, e como o pastor Isael é advogado, foi muito tranqüilo para ele nos persuadir, ele me disse que nada de ruim poderia nos acontecer ou com nossos imóveis.

Detalhe: só poderia entrar nesse empréstimo e ser avalista quem tivesse um imóvel próprio registrado. Segundo o Pastor Isael, era só abrir as contas á pedido do gerente para o empréstimo ser liberado, e assim o foi.

Porém antes de me envolver nesse empreendimento, fui juntamente com a minha esposa falar com o então pastor Ezequiel Teixeira, e ele me disse para ajudar o irmão dele, já que eu o auxiliava e que nada de ruim ira acontecer com minha casa. Ele, o pastor Ezequiel, me garantiu isso! Diante disso, fiquei mais tranqüilo, e me envolvi com o empréstimo sendo avalista juntamente com os outros membros. O pastor Isael me prometeu que pagaria a divida em oito meses.

Eu que nunca em toda minha vida, tinha devido a ninguém, sempre tive meu nome limpo na praça, acreditei naquela ‘verdade’ que me garantiram, a que os pastores prometeram. Na Bíblia diz que maldito o homem que confia em outro homem, por desobedecer a Deus cai nessa cilada diabólica, confiei em um homem sem palavra, por isso estou aqui agora passando a humilhação de estar enfrente essa igreja, segurando juntamente com minha mulher essa faixa, eu um homem com sessenta e dois anos, minha mulher com cinqüenta e oito anos, aqui pedindo por justiça.

Antes, porém, no dia dez de abril, eu, minha família e os donos do apartamento do Engenho da Rainha, juntamente com alguns amigos, fizemos uma manifestação em frente a essa igreja pedindo justiça, e nada foi feito, continuarei contando minha trajetória nessa igreja, e o porque fizemos dessa manifestação.

Depois de alguns anos após o empréstimo, fui ser fiador da minha filha pra alugar um apartamento pra ela, e para a minha surpresa e revolta, descobri que meu nome estava no SPC, procurei saber o porque daquilo e fiquei indignado em saber que era o empréstimo que o Pastor Isael ainda não havia pago. Como eu ainda era pastor auxiliar da igreja deles, fui falar com o tal Pastor Isael, ele mais uma vez, com o poder de persuasão diabólica, me fez entender que ainda iria pagar ao banco dentro de poucos meses e ainda por cima não sei como, ele tirou o meu nome do SPC, claro... Ele usou das suas manobras a que estava acostumado.

Porém, como eu já estava me aborrecendo muito nessa denominação, resolvi sair e fui me congregar em uma outra igreja, onde lá ninguém sabe que sou pastor, sou um simples membro, e se continuo na fé cristã, é por amar a Deus.

Depois de quase vinte anos com eles, sem nunca ganhar um tostão da igreja, nunca! E mesmo se eles quisessem me pagar, eu não aceitaria, porque tenho muito respeito pelas coisas de Deus, nos anos todos que ficamos do lado desses dois pastores, nunca, nunca! Eu e minha família fomos chamadas ao gabinete do “excelentíssimo” Pastor Ezequiel por algo errado que tivéssemos feito. Sou um homem de honra, nunca fiquei devendo a ninguém, agora na minha velhice estou vivendo sem paz, porque tenho medo de uma hora pra outra leiloarem minha casa. Não posso alugar e nem vender o que é meu por direito, pois comprei minha casa com trabalho honesto, eu fiquei sabendo que minha casa estava penhorada no ano de dois mil e seis, e aconteceu assim: Uma oficial de justiça me entregou uma intimação na qual dizia que minha casa estava penhorada e o apartamento da COHAB que eu havia vendido por uma procuração, também estava penhorado, já que meu nome ainda constava.

E eu não podendo gastar com advogado, procurei mais uma vez esse homem que se diz pastor, e ele se prontificou a ir à audiência marcada, dizendo que resolveria tudo de uma vez por todas. Eu não tive alternativa, a não ser esperar que ele mesmo resolvesse a questão, porque não podia e nem posso gastar com advogado, além do mais, eu pensava que eles tivessem alguma consideração por mim por tantos anos lutando ao lado deles. Ajudei-os a construir a igreja de Bonsucesso. Quantos finais de semana, eu trabalhei naquela igreja e deixava de passear com minha família, não foi só essa igreja não, também ajudei a construir a igreja do Engenho da Rainha e outras mais. Sou um dos co-fundadores dessa igreja.

Lógico que procurei a defensoria pública, mas eles até hoje não fizeram nada por mim, o empréstimo que foi pego no extinto banco Bamerindus, foi no ano de mil novecentos e noventa e seis, essa dívida já tem quinze anos.

Continuando, já que o pastor Isael tinha me garantido que iria à audiência da penhora, eu fiquei esperando o retorno dele. Mais tarde ele me ligou dizendo que meu imóvel estava “livre diante da justiça”.E eu acreditei. No ano de dois mil e oito, coloquei minha casa pra vender, pois já havia casado meus quatro filhos, a casa ficou muito grande só pra eu e minha mulher, em pouco tempo o corretor conseguiu um comprador pra nossa casa, fiquei muito feliz, pois iria comprar um apartamento de varanda próximo ao shopping carioca. Eu sendo um homem que havia começado minha vida de casado na favela, agora estava comprando um apartamento valorizado, lindo de varanda, pertinho do ‘Shopping Carioca’ no bairro de Vila da Penha. Pra mim, era um sonho.

O sinal que os compradores me passaram, dei de entrada para o apartamento que queria tanto, no entanto, dois dias depois recebi a notícia do corretor que havia um impedimento e minha casa não poderia ser vendida, eu não sabia de que se tratava, apavorado corri para a imobiliária, e de lá o corretor ligou para o pastor Isael que estava assessorando a então vereadora Márcia Teixeira, e o pastor Isael, mandou que o corretor continuasse a negociação e que nada impediria o andamento da venda da casa.

Confiado nas palavras do pastor Isael, o corretor marcou com o cartório, isso foi no dia vinte e quatro de março de dois mil e oito. Reuni ali no cartório da praça do Carmo, eu, minha mulher os compradores, juntamente com o pastor Isael Teixeira e outros do cartório. Ali diante de todos, os compradores me deram o xeque da venda da minha casa, finalmente minha casa estava vendida! A alegria era muita. Quando, porém, a escrevente leu para os novos compradores que eles estavam comprando uma casa penhorada, mas que o pastor Isael brevemente resolveria o problema, eu confesso que fiquei indignado demais, e sem ação, pois eu não sabia que minha casa ainda estava penhorada, eu pensava que tinha havido um problema que fosse fácil de ser resolvido, já que o pastor Isael autorizou a venda tanto é verdade que ele compareceu no cartório, sabendo que minha casa estava penhorada, e quis persuadir os novos compradores a prosseguir com a negociação. Lógico! Que os compradores desistiram de comprar minha casa, quem compraria um imóvel penhorado?

Naquele momento mais triste da minha vida em que tive que devolver o xeque para os compradores, e não poderia Vender o que era meu, confesso pra vocês, foi o pior dia da minha vida.

Minha esposa muito indignada disse com muita autoridade para o pastor Isael na frente de todos no cartório: “Eu e o Daniel iremos ao gabinete da vereadora Márcia Teixeira, contar tudo pra ela, e se nada adiantar iremos aos meios de comunicação”. Ao ouvir essas palavras da minha mulher diante de todos, o pastor Isael, ficou possuído de uma ira descomunal, parecia querer agredi-la gritando muito alto com minha mulher indefesa que estava apenas defendendo o que era nosso. Ele gritava muito dizendo que iria processá-la se ela contasse pra alguém o que havia acontecido ali.

Minha reação foi de ficar calado sem voz alguma, estava perplexo diante de todos, fiquei meio adormecido. A escrevente do cartório que tinha lido os papéis ficou com tanto medo dele que devolveu-nos novecentos reais que foi os gastos que os compradores tiveram com o cartório. Minha esposa, ali diante de todos ouvindo gritos de um homem diabólico, caiu em profundo choro, até as pessoas que iam comprar nossa casa ficou com muita pena de nós dois, pois eles viram a nossa honestidade e ficaram nossos amigos.

No final daquela trágica venda que não pode ser concluída, por uma dívida de banco que não é minha, perdi o valor que tinha dado no apartamento que tinha gostado tanto, e outros valores que os compradores gastaram na imobiliária, e que eu por ser um homem honesto não permiti que eles tivessem nenhum tipo de perda. Na época perdi dezessete mil reais.

Elaboramos uma carta à diretoria do CONAVIM que é o conselho de pastores do projeto Vida Nova, ainda tenho a carta assinada pelo Pastor Josué um dos conselheiros. Nessa carta estávamos pedindo que eles me ressarcissem do prejuízo que tive de dezessete mil reais e já que não podiam pagar a dívida do banco, que pelo menos comprassem minha casa e estaria tudo resolvido.

O pastor Ezequiel, estava nos Estados Unidos e ficou sabendo de tudo, porque algum pastor leu a carta que eu tinha elaborado por telefone, no entanto, ele nada fez por mim, não teve a mínima consideração aos muitos anos de amizade, simplesmente ignorou o meu sofrimento, claro! Não era ele que estava com uma casa penhorada, apartamento alheio penhorado também, não era ele que tinha perdido dezessete mil reais que pra mim que nada tenho, é muito dinheiro.

Conclusão:

Minha casa ainda continua penhorada, o apartamento de gente honesta também está penhorado, e já se passaram mais três anos. Total de quinze anos sofrendo, agora, só me resta lutar com os meios que sei, já que não posso pagar advogado.

Farei quantas cópias dessa carta for necessária, distribuirei em todos os meios de comunicação. Em todas as igrejas do ‘Projeto’ e de outras denominações evangélicas também, entregarei em todas as agências do banco envolvido, e em cada esquina entregarei essa carta, tenho a plena certeza, que Deus vai levantar alguém para nos ajudar nessa batalha, estou em uma guerra, agora só paro quando vencer.

O Apóstolo Ezequiel Teixeira ficou muito irado por termos feito à manifestação na frente da igreja dele, e me ligou aos berros, dizendo que tinha uma boa notícia para me dar, que iria me processar! Eu falei pra ele me processar, e veremos quem vai vencer, se houver justiça, eu sairei vencedor. Infelizmente, é isso que esses homens que se dizem anjos da igreja, fazem com os membros indefesos.

Quero todos os meus direitos, por danos morais, pelos anos de sofrimento, aliás, muito sofrimento. Depois daquela venda fracassada, minha mulher teve uma crise de pancreatite, como não temos plano de saúde, gastei na época, na clínica Balbino em olaria, o equivalente a três mil reais, e eu tive um princípio de enfarte, onde gastei o que não podia.

Pastor Ezequiel Teixeira e Isael Teixeira, vocês além de cair nas mãos dos homens, ainda cairão nas mãos de Deus, se é que vocês temem a ele.

Aquele que está em pé cuide-se para que não caia. Horrenda coisa é cair nas mãos de Deus vivo.

Daniel Gonçalves Albuquerque Zélia Clara de Souza Albuquerque.

Fui enganado pelo projeto Vida Nova

16 comentários:

Cesar M. R. disse...

Lá vou eu comentar primeiro de novo. Mas é que essa história é de cortar o coração. O erro, segundo penso, começa no que lemos na seguinte frase:

"havia uma igreja, ‘Assembléia de Deus’ que na época, pertencia ao pastor João Teixeira, pai de Ezequiel Teixeira e Isael Teixeira."

Esse negócio de igreja pertencer a pastor, ser de pastor, pastor ter igreja etc dá nesse tipo de pendenga.

Agora, quanto a essa aberração de injustiça que esse "apóstolo" cometeu... fico pensando como ele consegue dormir em seus travesseiros de pena de ganso enquanto deixa um homem simples no aperto.

Abraço,
Cesar
www.abuscadosaborososaber.blogspot.com

JOELSON GOMES disse...

Cesar, n equeça que essa é a "igreja" que tem cara de leão, como eles mesmo dizem, e pelo que sei os leões n têm muita pena de suas vítimas.

Cleo e Valéria disse...

Amado Pastor, eu e minha amiga lemos sua carta e estamos indignadas com tudo o que foi relatado. Nada podemos fazer de concreto, porém estaremos unidos a vcs em oração, crendo que Nosso Deus fará justiça a favor de vcs, assim como ele fez com aquela viuva que ia incessantemente aquele juiz iníquo. Continuem divulgando esta verdade, alías muito triste,e Deus a seu tempo fará justiça. Que Deus os abençoe! Paz ! Cléo e Valéria

Anônimo disse...

Que triste!

Anônimo disse...

Por essas e outras q sou obrigada a ouvir dos meus colegas de trabalho cousas horriveis sobre. minha religião ...

Anônimo disse...

super chato tudo isso, espero em Deus que consiga solucionar estas questões,,,por causa da iniquidade o amor de mtos esfriaraão, é o que vemos nas nossas igrejas, cda um pensando em si mesmo, o resto que se lasca...desejo boa sorte e consiga o mais rapido possível a solução desta dificil stuação. Deus fará Justiça pro vcs...continuem firme com o Senhor Deus.

Moysés Teixeira disse...

Picaretas!

Anônimo disse...

Fico me perguntando como existem pessoas baixas, que inventam as coisas apenas para difamar as pessoas. Caro escritor só quem anda ao lado do Pr. Ezequiel para conhecê-lo. E vc sr. Daniel és um criminoso, cara de pau, esqueceu de citar que o mentiroso na história é você.

Valério dos Santos Silva disse...

Será que toda esta narração é verdade ou uma tentativa de denegrir a imagem desta organização e pessoas citados??

Rogerio Silva de Alcantara disse...

será que conseguem apresentar provas concretas?!!?
para com isso, vocês não tem o que fazer?
acham que subir nas costas dos outros vai fazer de vocês o que, celebridades?!!?
Respeite a imagem do apóstolo...

Antonio Carlos disse...

Estava pensado fazer uma visita hoje a esta igreja. Desisto, pois assim como este, outros já se provaram lobos em pele de ovelhas. Espero que o casal tenha resolvido sua questão e caso não, que apareça um advogado corajoso para defendê-los, pois Bem-Aventurados os que tem fome e sede de justiça, pois serão saciados. (Jesus Cristo)

Anônimo disse...

Esta em qual igreja?

Anônimo disse...

O termo "apóstolo" nos dias atuais não pode ser aplicado a ninguém, pois os verdadeiros apóstolos de Cristo já morreram faz tempo! Tais que se dizem apóstolos são obreiros fraudulentos, usam a fé de pessoas inocentes e honestas para tirar proveito. Tais embusteiros irão prestar contas a Deus no Juízo Final. (Hipólito Cruz, teólogo da Igreja Presbiteriana do Brasil).

Wesley Ribeiro disse...

Boa noite..
Eu conheço a história do Projeto Vida Nova, pois eu morava no prédio ao lado do prédio onde ficava essa Assembléia que por sinal era embaixo do prédio doa meus avós.

Pastora Keila Barbiero disse...

Esses Pastores são verdadeiros LOBOs do inferno . Que Deus te ajude meu irmão e que consiga a sua vitoria!

Anônimo disse...

Gostaria de saber qual é o final desta história? Afinal, conseguiu ser restituído em seu Direito??

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.