Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

quinta-feira, 10 de março de 2011

OS EVANGÉLICOS TROCARAM O EVANGELHO?


Querido Pastor Caio Fábio,

Graça e Paz nAquele que nos satisfaz em tudo!

Nasci em um lar evangélico, aprendi que nosso testemunho de cristão deve servir de luz para o mundo, que como crentes em Cristo Jesus não somos diferentes mas devemos fazer a diferença... Será que já estou sendo "evangélico"?

Mas a cada dia que passa entro mais em contradição, não com minha fé em Cristo Jesus, mas com as doutrinas impostas pelas "igrejas". Sou de uma igreja bem formal.

Sempre aprendi, e cresci com isso, que o crente deveria ser diferente, pois tem a luz de Cristo, e porque crente é o sal da terra.

Sei que já me entende...

Não gostaria de julgar as pessoas, as atitudes delas; mas cada dia que passo, vejo que a Igreja de Cristo tem-se confundido com as coisas do mundo.

Existem coisas que não consigo aceitar nem entender, como: "Boate evangélica; crente bebendo cerveja santa; festa junina santa; baile santo"... Hoje em dia tudo é permitido... Qual a diferença do povo de Deus?

Sou um jovem de 28 anos e não me enquadro no estereótipo "quadrado", mas será que a "igreja", "doutrina", conseguiram me fazer ser "quadrado"?

Será que eu deveria evoluir juntamente com as inovações propostas pelo mundo?

Obrigado pela atenção e amor dispensado.

Abraços,

Marcelo

Obs: Não poderia deixar de dizer o quanto teu site é abençoado.

NEle, em Quem a Graça é superabundante.

________________________________________________________

Amigo e irmão Marcelo: Graça, Paz e Bem!


Leia Romanos 14 e você entenderá qual é a postura de um cristão frente coisas desse tipo. A leitura é tão simples que não farei comentário algum, pois sei que você entenderá.

Há, todavia, algumas coisas que gostaria de tratar com você, pois tenho algumas opiniões a lhe dar.

1. Boate de crente, cerveja de crente, e tudo mais de crente e para crente, além de ser, em-si, algo careta e feio, é sintoma e manifestação de que os crentes não são o sal da terra, mas sim o sal dentro do saleiro. Ora, isto é reflexo daquilo que foi ensinado aos crentes: que o diabo mora na boate, que os demônios vivem no álcool e que o mundo é um lugar, não um espírito. Assim, quanto mais pensam que o mundo é feito de lugares, mais eles se tornam mundanos, visto que não vão aos lugares do mundo, mas criam seus “corbãs” (Mc 7:9-13) a fim de jeitosamente darem seus “jeitos” em relação àquilo que se diz ser mundano, mas que eles não vêem mal algum em fazer, tendo que fazê-lo dentro do aquário cristão, visto que para eles o mundo é um lugar, não um espírito. Assim, eles tornam mau, pela sua própria alienação e preconceito, algo que em si nem é bom e nem é mau, dependendo apenas de como cada um lida com a coisa em si.

2. O mundo é um espírito, de acordo com Paulo. Ele chama de “curso deste mundo”, cuja tradução modernizada seria “o fluxo da corrente deste mundo”. Ora, esse espírito do mundo foi jeitosamente vinculado pelos evangélicos às coisas do lazer, do prazer, da diversão, dos relacionamentos, das festas, das boates, dos cigarros, das bebidas, das roupas e dos cosméticos. Assim, mesmo que uma pessoa que seja bondosa, sóbria, piedosa, misericordiosa, madura, limpa de olhos, sem inveja, não interessada em fofocas nem em disputas de espaço religioso, e plena de amor a Deus — ainda assim a tal pessoa será considerada mundana se tomar cerveja ou outra bebida alcoólica, se gostar de dançar, se fumar cigarro, se vestir-se bem e conforme gostos modernos e se não falar conforme a língua do gueto cristão. E isso é assim porque para os “evangélicos” o que contamina o homem é o que entra pela boca e não o que sai do coração. Ou seja: a maioria dos “evangélicos” são discípulos dos fariseus enquanto pensam que são discípulos de Jesus.

3. No ensino da Palavra há “um mundo” ao qual se deve odiar e há “um mundo” ao qual se deve amar. O mundo que se deve odiar é feito de espíritos de maldade, inveja, corrupção, malícia, manipulação, ódio, raivas, iras, perseguições, antipatias, inafetividade, e objetização do próximo. Esse é mundo que se deve odiar, e que existe tanto na “igreja”, em seus concílios e em suas convenções, quanto em qualquer disputa política no Congresso Nacional. Já o mundo que se deve amar é feito de gente, de todo tipo de gente, e tem a ver com a celebração da vida, da alegria, da comunhão humana, da sociabilidade que aproxima os diferentes; visto que tal “mundo” é objeto do amor de Deus: a humanidade.

4. Assim, em Jesus, o mundo existia muito mais no Sinédrio de Jerusalém do que na casa dos publicanos. Era em Jerusalém, a Jerusalém dos cultos ininterruptos, onde Jesus via o mundo; e é de lá que vêm os poderes acerca dos quais Jesus diz: “Vamo-nos daqui; pois aí vem o príncipe deste mundo” — embora quem chegue sejam as autoridades religiosas a fim de prendê-lO.

5. Se o mundo, segundo Jesus, fosse festa, bebida, dança, etc, então, se deveria dizer que Jesus era um mundano, visto que Ele comia de tudo (a ponto de Lhe chamarem "glutão"), bebia de tudo (a ponto de ser designado como "bebedor de vinho"), andava com todos (a ponto se ser chamado "amigo de pecadores"), e não criava eventos para os pecadores, de um lado, e para os discípulos, de outro. Ao contrário, Ele levava os discípulos para a boate dos publicanos, para a festa dos pecadores, para os banquetes dos mundanos, do ponto de vista da religião.

6. Jesus também não bebia cerveja ou vinho sem álcool. O vinho que Ele criou em Caná era vinho mesmo, como convinha ser em qualquer festa. Além disso, nos dias dEle, Joaquim Jeremias nos diz que a bebida mais comum era a "cevita", uma cerveja muito apreciada pelo mundo romano e por todas as pessoas da Palestina. Isso sem falar que o vinho da Ceia, segundo Paulo (I Co 11), tinha o poder de fazer embriagar ("...ao passo que há quem se embriague...”). Portanto, os cristãos originais não tinham essa neurose acerca de bebida alcoólica, até porque não dá para ser discípulo de Jesus e praticar essa forma de ascetismo —ou qualquer outra forma de ascetismo—, visto que Jesus era tudo, menos ascético; e o ensino de Paulo aos Colessenses é flagrantemente contrário ao ascetismo do tipo “... não bebas isto, não proves aquilo, não toques aquilo outro...”, coisas essas que Paulo diz que têm “aparência de sabedoria e humildade, mas que não têm valor algum contra a sensualidade”.

7. O mundo que mais me apavora é esse mundo maligno que se disfarça de religião de Deus. É aí que as mais estranhas e malignas manifestações do mundo se manifestam, embora ninguém dance, beba ou fume. Sim, eles não fazem nada disso. Porém, devoram-se uns aos outros, conspiram contra os irmãos, torcem pela queda de alguns, alegram-se com suas vitórias filhas da malícia e vivem para garantir o cosmético de sua falsa humildade, as quais são os disfarces dos lobos que se vestem de ovelhas.

8. Eu sou contra qualquer coisa "para crente", pois apenas aumenta o engano do ascetismo e exacerba a doença religiosa, a qual advoga que crente vota em crente, dança com crente, bebe bebida de crente, e vive num mundo paralelo. Ora, Jesus apenas pediu que estivéssemos no mundo, porém livres do mal. Para Jesus, fugir da vida era se tornar sal que perde o sabor, e que para nada mais presta, nem para o monturo.

9. Eu vou a boate quando dá —infelizmente, hoje em dia, muito raramente. Mas quando vou, vou a uma boate de gente, onde eu possa dançar com minha mulher, e dançar músicas normais, conforme a poesia da vida. Quase não bebo, pois, depois de duas hepatites, meu fígado não gosta do impacto da bebida em meu organismo. Todavia, meu paladar gosta de um bom vinho, de uma cerveja geladinha num dia quente, de um “Porto” após as refeições, de uma caipirosca na praia, e de champanhe nas celebrações solenes.

10. O que vejo é que pessoas para as quais esses mandamentos da etiqueta evangélica herdada dos missionários americanos —filhos do puritanismo anglo-saxão— são um problema, esses mesmos são os que mais se complicam na vida, posto que não sabem por que são obrigados a desgostar do que naturalmente gostam e por que têm que chamar de maligno aquilo que para eles não é nada. Assim, um dia essas pessoas explodem, e os resultados são desastrosos, posto que Paulo disse que o ascetismo não tem nenhum valor contra a sensualidade ou contra a embriaguez.

Ora, isto dito, quero afirmar mais o seguinte:

1. Careta você é. Sim, um caretão evangélico. Explico: Você só me escreveu isso porque não gosta de ver boate de crente (nem eu), mas não consegue negar seu conflito e sua vontade de ser normal e poder gostar de tudo o que você gosta sem culpa, só que você não pode em razão das proibições dos fariseus que o discipularam.

2. Você está se esforçando para ver “o mundo” nessas bobagens que foram criadas pelo próprio ascetismo evangélico e pela hipocrisia da religião, sempre tentando manter os crentes sob a tutela da “igreja”, e isso até na hora de dançar. E você faz isso da maneira mais “evangélica” possível, isto é, coando os mosquitos (as bobagens de crente que querem ser normais mas não têm permissão para isso; daí criarem esses “híbridos”), enquanto engole os camelos (o sistema de controle “evangélico”, com suas proibições, as quais condenariam como mundano o próprio Jesus).

O que se tem que saber é que uma pessoa que aparecesse fazendo o que Jesus fazia (curas, milagres e libertações) e dizendo o que Jesus dizia, se, todavia, vivesse com a liberdade que Ele tinha de comer e beber nas festas dos “mundanos” (publicanos e pecadores), tal pessoa seria vista pelos “evangélicos” do mesmo modo que os fariseus e religiosos viram Jesus em Seus dias.

Ou seja, o olhar dos “evangélicos” não vê a vida com os olhos de Jesus.

Ora, quem quer que não veja a vida com os olhos de Jesus, mesmo que seja cristão ascético, esse é mais mundano do que os “mundanos” que tal pessoa condena.

Minha sugestão a você é que esqueças as doutrinas de homens que lhe ensinaram, e que abra os evangelhos e as cartas de Paulo, e os leia com a mente mais virgem que você tiver; e, assim, depois me escreva, e me diga se sua mente não mudou completamente.

Eu teria muito mais a lhe dizer, especialmente quanto ao risco de você estar com raiva de não ter nem a cabeça boba dos que criam “boate para crentes” nem ter a liberdade para viver a vida conforme a sua consciência, visto que sei que você já não é quem um dia foi, porém ainda não teve a coragem de assumir sua própria consciência diante de Deus, pois teme transgredir os mandamentos dos anciãos.

Receba meu carinho e meu abraço!

Um beijão para você!

NEle, que comia e bebia com pecadores, e ia onde era convidado com boas intenções,

Caio Fábio

29 comentários:

Anselmo Melo disse...

Salve a libertinagem,salve aquele que quer transformar Jesus em exemplo daquilo que efetivamente ele nunca foi:Libertino! Aos olhos desse sr ser livre é tomar whisky com a consciência tranquila,ser livre é fazer tudo desde que você não se condene.Quem sabe cheirar uma "carreira" de cocaína nos finais de semana? Esse revoltado sem causa fundou o caminho da graça, onde incautos se deliciam com conselhos como os apresentados no post.

Lóis disse...

Joelson, se este conselho foi do Caio Fabio, aquele velho conhecido da polícia foi pego com droga, pó, Cacaína em um galpão, que moral ele tem de falar de Jesus.
Ele é um traídor do reino de Deus, quando pregava o "evangelho", fazia outras coisas extras que não são licítas, jogo duplo. O famoso agente secreto.
Siceramente, que texto mais asqueroso e imbecil!
Que falta de conhecimento bíblico.
Só posso dizer, realmente Jesus está voltando, mas muito em breve mesmo!
Que papo mais furado deste texto!
êco!

Caline Galvão disse...

Lóis, independente do que está escrito no texto, quando vc diz: "Ele é um traídor do reino de Deus, quando pregava o "evangelho", fazia outras coisas extras que não são licítas, jogo duplo", o que vc quer dizer? Que crente não peca? Ou que tem gente mais "santa" que outros???? Sinceramente, aprendi na minha pouca experiência de vida a NUNCA MAIS qualificar "pecadinho" de "pecadão". Adultério é tão pecaminoso quanto FOFOCA e só quem joga na cara dos outros o erro do passado é satanás. Nunca esqueça disso.

Caline Galvão disse...

Li!!! PERFEITO!!!! "...porém ainda não teve a coragem de assumir sua própria consciência diante de Deus, pois teme transgredir os mandamentos dos anciãos". Caio Fábio disse tudo! Não li nenhuma heresia no que ele falou. Até pq esse povo que vive condenando "boates" e "shows mundanos" estão sempre num "showzinho" de Kleber Lucas, Oficina G3... E que eu ABOLI DA MINHA VIDA pq foram nestes shows "gospel" que eu VI LÉSBICAS SE BEIJANDO E GENTE FUMANDO MACONHA. Digo isso pq VI! Conluindo, nao é lugar pra mim esses shows de Ana Paula Valadão, nem Cia. Acho muita hipocrisia condenar as "baladas" e dizer: "ta tudo ok se vc for num show gospel". Ou se condena os dois, ou seja favorável aos dois!!!! ODEIO FARISAÍSMO.

Caline Galvão disse...

Ah, e tem mais!!! Indique-me um único texto, pelo menos UM, que me proíba de beber qualquer coisa com álcool. Eu não bebo pq não gosto e tb pra "não escandalizar", mas enfim, detesto qualquer coisa com álcool mesmo. O que eu não posso é ficar bêbada e não posso dar vexame (fazer escândalo) em canto nenhum (bêbada ou sóbria), por causa da minha SINGULAR qualidade de LUZ. Quantas vezes já não me peguei gritando quando a raiva sobe??? ISTO É MAIS ESCANDALOSO DO QUE TOMAR UM GOLE DE RUM!!!!! É MAIS PECAMINOSO DO QUE DUAS LATAS DE CERVEJA!!! Pelo amor de Deus, vamos colocar nossa cabeça pra pensar! A IDADE DAS TREVAS ACABOU!!!!

Pr. Luiz Fernando disse...

Prezado colega Pr. Joelson,
ai daquele que chama o mau de bem e o bem de mau, daquele que chama trevas de luz e luz de trevas. Simplesmente sem o balizador da Palavra de Deus teremos uma ética situacionista e utilitarista. Deve ser isso que este sr. está propondo, haja vista, em algum vídeos que circulam pela internet usar vocabulário chulo próprio dos desqualificados. Não nos serve de padrão em nada. Simplesmente reflete o vazio de alma de tal pessoa. Mas depois que escancaramos as portas da alma para o mal o que nos resta?
Um abraço
Em Cristo
Pr. Luiz Fernando

Lóis disse...

Minha querida Caline,
Não estou te entendendo!
Me desculpe, se tenho que dar satisfação é para o Joelson e não para vc.
Mas como sou educado vou falar.
O texto é para comentar, e cada um comenta do seu jeito ok?
O seu amigo aí, foi pego pela polícia, deve ser que ele bonzinho não é mesmo?
O jogo duplo deste indivíduo, que era considerado o grande pregador adorado pelos milhares de idiotas, talvés vc também fazia parte, pregava descaradamente o evangelho e jogava do outro lado, os das drogas entendeu? do pó, cocaína.
Este é o perfil do seu querido pastor.
Agora se vc quer segui-lo fique a vontade porque eu estou fora.
Não quero confusão com a polícia isto é para ele se explicar.
Minha querida, temos vários lobos vestidos de ovelhas por aí, cuidado para não te pegar!
Olha que o lobo mau vem aí!
Quem sabe ainda tem um pozinho andando por aí hem?

PITHER disse...

Minha querida Caline, conhecer a bíblia é o dever do cristão ok? Que heresia é esta sua?
Vc disse para uma pessoa sobre um texto que proiba de beber alcóol, que é bebida forte não é mesmo?
Então pois aí vai os versícuos que vc desafiou, que vc não consegui encontrar na bíblia original de Deus.
1- Provébios 20.1 diz:
O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio.
2- Deuteronônio 29.6,7 diz:
Pão não comestes e vinho e bebida forte não bebestes, para que soubésseis que eu sou O SENHOR, vosso Deus.
3- Levítico 10.9,10 que diz:
Vinho ou bebida forte tu e teus filhos contigo não bebereis, quando entrardes na tenda da congregação, para que não morrais; estatuto perpétuo será isso entre as vossas geraçãoes, para fazer diferença entre o santo e o profano e entre o imundo e o limpo.
A abstinência do vinho embriagante ou qualquer bebida forte(Alcóool) era uma exigência para todos os sacerdotes no desempenho de seus deveres religiosos.
1- Esperava-se deles que fossem vaso santos diante de Deus e das pessoas, às quais deviam solenemente ensinar o caminho de Deus.
2- A violação deste preceito da abstinência a bebida forte(Alcóol)era tão grave que acarretava a pena de morte.
A lição é clara- Deus considerava qualquer quantidade de bebida embriagante imcompatível com seus elevados padrões de piedade, e com o sábio discernimento, e sensibilidade para coma a liderança do Espírito Santo.
Vou parar por aqui! Mas, se a irmã quizer mais, é só pedir, que encontro na Palavra original de Deus.
Por favor irmã Caline, leia a verdadeira bíblia Sagrada, porque à que vc está lendo não é a original de Cristo.
Então quem é fariseu? Nos ou vc!

Max disse...

Tem uma pessoas aí que quer corrigir as pessoas, mas ela é que precisa de aprender a Palavra de Deus, porque, só fala besteira, palavras antibíblica.
Aliás esta pessoa parece com o irmão Joelson, deve ser irmã dele.
Minha irmã Caline, por favor não escandalize o evangelho com suas palavras de sua própria mente, palavras torpe.
Isto é heresias pura.
Que falta de conhecimento bíblico!

Caline Galvão disse...

PITHER, se vc só pega versículos do AT, então vc também é capaz de me dizer que é pecado comer carne de boi. Responda-me então o motivo de JESUS em seu primeiro milagre ter "multiplicado" VINHO. Responda-me por que a Bíblia fala em "não se embriagar com vinho", mas NÃO FALA em "não tomeis vinho". Eu disse claramente no texto anterior que sou contra a embriaguez, não contra o álcool em si.
Outra coisa, QUE TEXTOS FORA DE CONTEXTO, HEIN??? "Levítico 10.9,10 que diz:
Vinho ou bebida forte tu e teus filhos contigo não bebereis, quando entrardes na tenda da congregação" EXATAMENTE, antes de entrar na congregação NÃO BEBA, é isto que o texto fala. Em momento algum o versículo diz: "nunca beba vinho". Além do mais, Russel Shedd explica no seu cometário bíblico que "bebida forte" refere-se provavelmente à cerveja, pois eles desconheciam licores destilados. E o "imundo" do versículo 10 tem significação cerimonial (sentido de impureza cerimonial, não de impureza de vida). Vá estudar um pouco mais antes de falar besteira!

Caline Galvão disse...

Outra coisa, se bebidas alcoolicas fossem pecado mesmo, então por que foi que Jesus citou como exemplo a questão do vinho novo e velho em Lucas 5:33-39???? Se vinho fosse pecado, acredito que Deus não teria dado exemplo com vinho...

Caline Galvão disse...

Se vinho fosse pecado, Paulo não teria recomendado Timóteo a beber vinho por causa de sua enfermidade. Teria, com certeza, receitado outro medicamento... (1ª TIMOTEO 5:23).

Caline Galvão disse...

Lois, nunca ouvi falar no caso do pó, com exceção das farpas de Malafaia contra ele. Não acompanhava Caio Fabio, pois eu era criança. Soube de tudo o que aconteceu com ele e vejo nele um homem crente, porém, magoado até demais. Morri de procurar sobre o caso do "pó" e não vi NADA na internet. Se isso fosse realmente verdade teria no mínimo uma reportagem sobre o assunto, isso por causa da grande fama que ele tinha. Se não tem nada na net, e em nenhum jornal ou revista, então a afirmação é falsa. Se existir, me mostre.

Caline Galvão disse...

O uso da bebida alcoolica passa pela questão da consciência. E se a gente for falar sobre consciência, vou falar muito mal das igrejas que permitem dança nos cultos!!!! ISSO PRA MIM NÃO TEM NADA A VER COM CULTO. Então, se Deus não proibiu o uso do vinho, não venhamos com textos fora de contexto para defender a própria consciência.

Max disse...

Caline vc é muito ciançona, sem visão espiritual nenhuma.
Procura saber na Polícia Federal, ou Polícia civil que vc vai encontrar o o processo deste homem ok?

Lóis disse...

O vinho que Paulo deu Para Timóteo, era medicinal.
Timóteo começara a ter distúbios gástricos, provavelmente devido ao teor de álcali na água de Éfeso.
Paulo, portanto, declara que ele devia usar em pouco de vinho com aquela água para neutralizar os efeitos daninhos da alcalinidade.
O vinho usado para o estómago, de conformidade com os antigos escritos gregos sobre medicina, era do tipo não-embriagante.
O escritor Ateneu, declara: "que tome vinho doce, os misturados com água, ou aquecido, especialmente do tipo chamado protropos( suco de uva, antes de esprê-las sem teor alcóolico).
Finalizando:
Timóteo, por respeito ao apóstolo Paulo, tomaria "um pouco de Vinho", quando necessário, e exclusivamente com fins medicinais.
Citar o conselho de Paulo em apoio a Timóteo para justificar o uso do vinho embriagante, em apoios a bebedores de vinho com alcóol, é distorcer o significado desse trecho bíblico.
Caline este assunto é para pessoas Teológos, então primeiro vai para um seminário, e vc saberá o que é grego e hebraico, e a história da bíblia.
E os significadso de cada versículo que a bíblia relata, que não tem nada a ver com seus pensamentos bíblicos.
Sou professor, formado a 25 anos em Bacharel em Teológia, e quem sabe eu posso de dar umas aulas ok?

JOELSON GOMES disse...

A todos os comentaristas muito obg pelas reações ao texto. Mas, tenho que aqui fazer uma ressalva. Não existe nas Escrituras base para se dizer que o vinho ou as bebidas fermentadas ali eram de outra sorte que não as normais. Não existe base histórica, nem Lingüística. O vinho em Israel era vinho, e nas cidades de cultura grega como Corinto, era vinho fermentado e embriagante. Os comentários de Bíblias tipo Biblia Pentecostal são um desastre, não se fiem neles. Ah, para quem acha que isso vale, sou formado em teologia, pós-graduado em história, professor e diretor de Seminario. Quanto a seminário, devemos notar tb que existe "seminário" e seminário. Nem tudo que reluz é ouro. Por favor continuem a reagir.

Caline Galvão disse...

Me chamaram de criança (até aceito), disseram que eu não tinha visão espiritual, que escandalizo o evangelho com palavras torpes e, ainda assim, não rebateram os versículos que citei e querem ser mais santos do que eu? FARISEUS! E quanto ao "vinho" de Timóteo, não existe nenhum respaldo histórico para dizer que o vinho daquela época não era embriagante. Leia o texto acima postado no blog que lá traz uma exegese bem mais fiel. E outra coisa, não vou me rebaixar só pq alguns querem. Deus não proibe o uso de bebidas alcoólicas e ponto final.

Caline Galvão disse...

E ainda tem mais: não me mostraram nenhum artigo, nem reportagem, nem notícia sobre o caso de cocaína com Caio Fábio. Quem acusa, que mostre provas! Ou vocês acreditam em tudo o que Malafaia e outros mentirosos falam por aí???? Mostre-me as provas. E se fosse caso de Polícia Federal, "meu querido", estaria SIM na internet.

Anônimo disse...

O bom desses textos do Caio é que eles tem o dom de revelar os FARISEUS MODERNOS.
A hipocrisia deles é mais danosa que a embriagues.
Essa passa com o tempo, mas o farisaismo hipócrita apenas se consolida.
Anselmo Melo, se quiser beber ate cair faça, se quiser cheirar pó ate a overdose o faça, mas por favor, só não faça um coisa.
Não contamine a liberdade e o livre arbitro no qual Nele somos formados, pelo seu legalismo torno, desproporcional e idiota, sem senso critico e incapaz de entender a diferença gritante entre uma dança, uma taça de vinho de uma cheirada de cocaina.
Caline, são se esqueça que das crianças é o Reino de Deus.
Assim, não se ofenda em ser chamada de criançona.
Abraços, Natanael.

Anônimo disse...

Pois é... o Caio usa umas palavras, umas metáforas e até umas expressões que soam um pouco fora de lugar... Mas não posso deixar de reconhecer que é um cara que fala do Evangelho com clareza. Simplesmente desconsiderar o que ele fala seria um erro. Pecado... ele pecou? Não é justamente para isso que serve o Evangelho? Não são justamente os pecadores que reconhecem a graça? Sei lá... é preciso voltar, parar, e pensar... Às vezes queremos ser mais "crentes" que Jesus. E julgamos demais...
Cesar

Eliana disse...

Romanos 14:21 - Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça". Por este motivo devemos ser vigilantes, nós podemos ser fortes e entrar e sair de qualquer lugar sem sermos contaminados, mais tem pessoas ainda fraca na fé, por isso devemos ser prudentes.

Garota de Opnião disse...

é a primeira vez que ouço falar de vinho medicinal!
Não sei se eu caio na gargalhada ou se eu choro...

Garota de Opnião disse...

eu concordo com as palavras da Eliana.Pra mim o problema não estar em beber, mas infelizmente no escandalo que isso causa, pq as pessoas lá foram ja se acostumaram com a ideia de que crente não bebe.

Esses conceitos de bebida medicinal,bebida embriagante me lembra a tal da cerveja sem alcool ou a bebida usada em alguns pratos por exemplo, o estrogonofe.O vinho que vai no prato não é vinho? Isso tudo pra mim são argumentos criados pra justificar o que pra mim não esta claramente criticado na Biblia.
O

Decio disse...

A turma que bebe, sempre esquece da ética cristã, na bíblia não fala, se beber não dirija, entretanto, as leis do império romano, não condenaram JESUS. Um copo, dois, três ou mais, com teste do bafômetro ou não, se for dirigir não beba. Isso é cristão. Considere o próximo superior a si mesmo.

Anônimo disse...

E se ele já pediu perdão? ele iria pra o céu? E você iria pra onde julgando-o? Voce está perdendo tempo com algo que Deus já esqueceu! abençoe-o e ore por ele! ame os seus próximos e irmãos em cristo!

Anônimo disse...

eu estava lendo o comentário desse irmão lóis que disse que tem 25 anos de teologia sei lá....amado irmão antes de você criticar saiba que para DEUS É PURO ESTERCO SUA SABEDORIA HUMANA...pois toda palavra e divinamente revelada não aprendida num banco de escola..senão é apenas um livro entendido com mentes humana...ou como disse um amado querido irmão meu que foi preso serve apenas para enrolar fumo...a bíblia é um livro de revelação,um livro escrito por homens usados por DEUS
para revelar seu mistério que é cristo..uma vez revelado nosso senhor jesus tem um mistério que é a igreja seu corpo...e lamento se você não souber o que é o corpo de cristo através da revelação do espirito santo.e ai tua sabedoria não tem valor nenhum no corpo de cristo...é como um diploma de juiz..nada serve consirnenrte as coisas espirituais meu irmão..paulo amado irmão era mestre da lei...vamos dizer que era o cara!!!.. e o que ele disse de si mesmo...não se vanglorie de si mesmo..aprenda uma coisa a verdadeira sabedoria está em ouvir os outros e respeitar a visão de cada um pois é o senhor que os esquadrinha e sabe suas intenções.pois para nosso senhor jesus (DEUS)NÃO É O QUANTO EU SEI DE BÍBLIA MAS SIM O QUANTO EU O AMO E ONDE ESTÁ MEU CORAÇÃO....POIS UMA PESSOA ANALFABETA PODE TER MAIS DE DEUS em seu coração QUE NÓS DOIS JUNTOS AMADO...AMÉM

Anônimo disse...

eu li tudo isso que voces escreveram, e pra ser bem sincero...
Quem está certo?

Anônimo disse...

Querida caline vc nao entendi os versiculos da biblia e fica ai com raiva de todos que comentaram vai ai um conselho para vc pessa a deus que abra seus olhos para a palavra da verdade para que vc possa entender realmente o que desegrada a deus pois os versiculos que os irmaos citaram realmente falam sobre bebida alcolica...graça e paz a todos

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.