Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

OS JOVENS DO FACEBOOK E OS DISTURBIOS ALIMENTARES


Doenças que envolvem distúrbios alimentares, como bulimia e anorexia, são diretamente proporcionais ao tempo passado no site de relacionamentos Facebook, segundo um estudo divulgado nesta segunda-feira (7) pela Universidade de Haifa, em Israel.

Segundo o site redOrbit, o estudo avaliou basicamente os efeitos de dois fatores de distúrbios alimentares em jovens garotas: a exposição à mídia e a capacidade de resistência.

Para o estudo, a universidade tomou como base um grupo de 248 garotas cujas idades variavam entre 12 e 19 anos (em uma média de 14,8 anos).

Os pesquisadores pediram informações do que as meninas consumiam em internet e televisão, além de pedirem para que elas dessem um determinado número de programas que refletisse o modelo de corpo ideal

As garotas também responderam a questionários que mediam a aproximação de cada uma delas com o emagrecimento, bulimia, satisfação (ou insatisfação) física, consumo de comida e a capacidade de tomar decisões.

Os resultados indicaram que quanto mais tempo as garotas passam no Facebook, mais sofrem de distúrbios como bulimia, anorexia, insatisfação física, autoimagem negativa, rejeição à alimentação e dietas para perder peso.

A exposição extensiva a conteúdos de moda e música demonstraram tendências similares --mas se manifestaram em números menores de tipos de distúrbios alimentares.

Folha

3 comentários:

Cláudio disse...

Facebook,isto é uma praga do século para destruir as pessoas, principalmete os jovens.
O que podemos esperar! como será o futuro da nação com estes jovens!
O governo deveria por uma regra rigída na internet, ficalizar alguns site, principalmente este Facebook que está aprisionando as crianças e promovendo todo tipo de barbaridades!
Atenção Ministério Público! A internet está virando uma bomba atômica! Fovor: Tome providências urgênte.

Caline Galvão disse...

Eu não vejo nada demais no facebook. E, aliás, não é a internet que prejudica ninguém. São as próprias pessoas que podem ou não prejudicar alguém. A internet nada faz sem "gente".

Caline Galvão disse...

Não vejo nada de mais no facebook. Exatamente nada. E, aliás, a internet não faz mal a ninguém. As pessoas que mexem nela e que a faz ser o que é, são elas que não prestam, e não a internet.

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.