Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

MEC FAZ APOLOGIA AO HOMOSSEXUALISMO, VOCÊ CONCORDA?





ASSISTA ESSE VÍDEO


Meu irmão. Precisamos passar da mera denúncia a ação. Ao clicar no título da matéria você será direcionado a página de uma petição pública com um abaixo assinado. Preencha posicionando-se contra a distribuição do kit gay. Transmita a seu amigos. Reproduza a matéria e o link com o abaixo assinado em seu blog e em todos os meios eletrônicos que você dispuser. Essa é uma ação em favor da preservação da família.Não precisa citar meu blog. Essa causa é de todo CRISTÃO!

Comentário: Quero aqui deixar bem claro, antes de mais nada, que eu pessoalmente não tenho nada contra os homossexuais. Tenho inclusive alguns amigos que se encaixam nesta categoria, pois a escolha é pessoal. Mas daí para incentivar crianças pequenas a serem homossexuais, isto é uma questão muito diferente.

"Encontrando Bianca" é um dos vídeos que integram o "kit contra homofobia" que o Ministério da Educação (MEC) planeja enviar para seis mil escolas de ensino médio de todo o país. Ele o vídeo, foi exibido durante seminário sobre o tema na Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados no final do ano de 2010.


Um convênio firmado entre o Ministério da Educação (MEC), com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e a ONG Comunicação em Sexualidade (Ecos), produziu o kit de material educativo composto de vídeos, boletins e cartilhas com abordagem do universo de adolescentes homossexuais que será distribuída para 6 mil escolas da rede pública em todo o país do programa "Mais Educação".


O trecho do debate incluindo o vídeo "Encontrando Bianca" pode ser visto abaixo. Este vídeo foi divulgado pelo deputado Jair Bolsonaro (PP/RJ) em seu canal no YouTube. "Esse kit tem título de combate à homofobia mas, na verdade, é um estímulo ao homossexualismo, um incentivo à promiscuidade", disse Jair Bolsonaro durante o encontro.



O resumo da história do vídeo: "um menino chamado Ricardo de 9 anos entra no banheiro da escola e, observa seu coleguinha fazendo xixi, ele se sente atraido pelo coleguinha e declara seu amor por ele. Na sala de aula, a tia o chama pelo nome, Ricardo, mas ele retruca, meu nome é BIANCA. No final estimula as crianças a assumirem sua identidade homossexual, e, a cartilha afirma que esta é uma atitude correta a ser tomada dentro de sala de aula."


Em Campo Grande, sob o comando do presidente da Câmara, Paulo Siufi (PMDB), vereadores querem proibir a distribuição do kit. Está aí um belo exemplo a ser seguido!!!

Enquanto isto vemos de todos os lados uma artilharia contra o deputado Jair Bolsonaro, o acusando de homofóbico e inclusive que estaria sugerindo a violência contra homossexuais. Eu sou da opinião que cada um, dentro do limite do bom-senso é claro, educa seus filhos da maneira como quiser. Agora querer se intrometer na educação alheia e tentar mostrar quão bom é ser gay, e que isto é normal, já foi longe demais. Querer calar críticos usando o adjetivo de homofóbico é a mesma coisa que chamar aqueles que denunciam Israel como anti-semitas.

13 comentários:

Anselmo Melo disse...

Estamos juntos nessa luta Pr Joelson. Obrigado.Paz!

Caline Galvão disse...

VOCÊ ENCONTROU O VIDEO!!! Estou enojada! Até parece que duas crianças vão saber o que é sexualidade sem incentivo dos adultos. A foto acima é um absurdo. Estes dois meninos nem 10 anos têm e eles querem porque querem enfiar goela abaixo que duas crianças que nem atingiram a puberdade saibam ou sintam prazer sexual e ainda por cima de maneira homossexual. Que coisa ridícula. Jesus está voltando, GLÓRIA A DEUS! Este caos não pode durar tanto, né possível!

A Voz que Clama No Deserto disse...

Esses gays essas bicharadas tem que aprender a ser homem! Vai tomar vergonha na cara, e honra e respeite a Deus que lhe fez homem! Seus pornôgraficos desvairados pervertidos!
A família Brasileira pede respeito! E repudia este tipo de ações imorais.

manoel CArlos disse...

vc é responsavel jaelson pos sabia que lula e dilma sempre defenderam essa aberraçoes. seu cristianismo é capenga, relativista, e principalmente seu pecado foi muito grave.

Anônimo disse...

Prezado pastor e estimados irmão vamos reflexionar um pouquinho.Os senhores e as senhoras com toda certeza sabem lá no íntimo da essencialidade dos seus pensamentos que o objetivo desta campanha encampada pelo MEC e outros órgão do governo federal juntamente com as secretarias estaduais tem por objetivo educar as crianças de tenra idade a não discriminar seus coleguinhas gays com apelidos pejorativos e depreciativos com o fito de causar-lhes humilhação e vitupério perante os demais e ensinar que preconceituar alguém é feio e mesmo inadmissível para quando atingirem o período da puberdade não sejam adolescentes homofóbicos e reproduzam o bullying contra gays na mesma proporção que hoje ocorre.Os vídeos eo kit em si não fazem apologia ao homossexualismo infanto-juvenil nem incita padrões de comportamento de promiscuidade ou permissividade sexual como os senhores estão imaginando ou dando a entender que assim pensam pois em momento nenhum eles falam que ser gay é bom e mesmo normal ou natural ou seja a campanha foi elaborada que esse comportamento da sexualidade humana é comum sem afirmar que possa ser genético portanto não insinua que se nasça gay mas que é errado dsecriminar alguém só por uma característica inerente a personalidade e a individualidade do coleguinha.Isso não é nenhum fim de mundo.

Anônimo disse...

Querido o senhor é livre para publicar ou não meu comentário contudo não informo meu e-mail pois já fui vítima de crime cibernético da parte de alguns radicais que acham que o mundo todo deve pensar igual mas posso assiná-lo com muito préstimo.
João Paulo Felipe de Oliveira e Silva.

André disse...

Acho estritamente necesário uma campanha de conscientização de crianças e adolescentes acerca do bullying homofóbico.Parabéns ao MEC por essa iniciativa.

Levi disse...

Ninguém está pensando nas crianças gays.

Hugo disse...

Não existe absolutamente nada nessa campanha que possa ser configurativo de apologia ou concitação a atos homossexuais para mim isso são sofismas mas sem sustentação para vcs se apoiarem.Queiram me perdoar mas esses argumentos de vcs são totalmente infundados.Um vídeo não é capaz de transformar uma criança em homossexual de maneira nenhuma isso é psicótico.As crianças quando atingem a puberdade já sabem claramente quais são suas inclinações sexuais toda biologia,genética,neurofisiologia, psicologia,psiquiatria e medicina etc sabe disso.

Lucas disse...

Não podemos desconsiderar a homossexualidade no reino animal o que sugere que ela é genética e instintiva e jamais adquirida.

Gabriel disse...

As crianças com orientação homossexual inclusive não estão sujeitas ao assédio moral somente mas também o sexual.Esse é um tema muito sério e não pode ser encarado só pelo viés religioso ou pelo prisma do puritanismo.

Júnior disse...

Sandice não existe doutrinação para crianças serem homossexuais afinal homossexuais não se fomentam pela doutrinação ou e apologias e sim são impulsionados pelo seu próprio organismo.Não podemos esquecer que todo pensamento sexual é formatado pelos neurotransmissores os homossexuais também.O ato sexual vem em função de impulso instintivos involuntários consequentemente não é a exibição de um videozinho que vai transformar uma crianças com orientação heterossexual em gays ou vice e versa.Outra coisa o vídeo em questão não fala de condição de norteação de sexualidade homoafetiva e sim de um rapaz que se descobre transexual e que consegue superar o bullying.Isso não é necessariamente gay.O preconceito em questão não é nem homofobia que seria pela orientação sexual do rapaz e sim sobre transfobia pela sua identidade sexual.

Nitelma Lima disse...

Se esses vídeos não fazem apologia ao homossexualismo, o que querem os gays?
Acho um absurdo e uma falta de respeito com a integridade da família. Isso se chama inversão de valores.
Se uma pessoa vai ou não ser homossexual, isso só o tempo vai dizer. Agora, fomentar na cabeça de crianças que são influenciáveis, e não têm como não ser nesta idade, que isso é normal e aceitável é um absurdo! Sou contra, totalmente contra, radicalmente contra e não me importo que me chamem de homofóbica. Só não posso engolir goela abaixo uma sandice dessas e achar normal. Por que teremos que aceitar um MENINO vestir-se de mulher, chamar-se de Bianca e obrigar a todos a fazerem o mesmo, dizendo que isso é respeitá-lo e não respeitam o meu direito de protestar e ainda me ameaçam com processos e outras coisas? ISSO É O FIM DO MUNDO!!!
NÃO ACEITO!!!!
Nitelma Lima.

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.