Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

sábado, 11 de dezembro de 2010

MARIA/MULHER/POESIA


Maria, o teu nome principia
na palma da minha mão.
E cabe direitinho
Dentro do meu coração”.

(Ary Barroso)


Dentre todas as mulheres que admiro, uma que se sobressai é Maria, a mãe de Jesus. Certa vez escutei certa canção que dizia: “Maria, um gesto que encanta gerações”. Penso nas razões do compositor e concordo com ele. Realmente aquele gesto foi mais que gesto. O que está por trás das simples palavras ao anjo: “Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra "(Lucas 1:38), é de uma dimensão sem medidas. Não pela beleza das palavras, pois são comuns até, e não estão arranjadas de forma poética. Mas o que está no princípio das mesmas, o que as moveu. A atitude que as fez brotar, surgir. Sim, pois quando as palavras afloram à boca, algo já as produziu na mente. E quando elas chegam à mente, é porque os seus fios já foram entretecidos no mais profundo do peito.


Digo que Maria é poesia. Primeiro por ser mulher. Pois a mulher, que é o princípio gerador das realidades (por isso, para enviar Cristo ao mundo Deus escolheu uma mulher), é um poema que Deus escreveu na natureza. Não foi sem razão que Walt Withman disse:


“Não se envergonhem, mulheres, seu
privilégio inclui o resto e é a saída para
o resto,
vocês são os portões do corpo, e vocês
são os portões da alma”.


E foi a mulher – este poema tão belo, de acordo com as narrativas bíblicas– que Deus escolheu para coroa de sua criação: depois de ter feito tudo, fez Ele a mulher. E este poema é tão forte que inspira o homem a fazer poemas outros em sua intenção. Começando com Adão, o primeiro homem, que quando viu Eva cantou:


“Esta sim, é osso de meus ossos
e carne de minha carne!
Ela será chamada ‘mulher’,
Porque foi tirada do ‘homem’!”
(Gênesis 2:23)


Passando pelo “tremendão” Erasmo Carlos, que não resistindo aos encantos deste ser, deu vazão aos seus sentimentos assim:


“Mulher, mulher
na escola em que você foi ensinada,
jamais tirei um dez,
Sou forte mas não chego aos seus pés”.


E João Bôsco que certa vez compôs:


“O que queima e seduz, e enlouquece,
O veneno da mulher”.


Paro por aqui, pois a lista seria infinita.


É... a mulher tem este poder de fogo. O poeta Charles Baudelaire disse que é devido a mulher que:


"Os artistas e os poetas compõem suas jóias mais delicadas;de quem derivam os prazeres mais excitantes e as dores maisfecundantes... É antes uma divindade, um astro que preside todas as concepções do cérebro masculino, é uma reverberação de todos os encantos da natureza condensados num único ser;é o objeto da admiração e da curiosidade mais viva que o quadro que a vida possa oferecer ao contemplador. "


Interessante isso! Parece que realmente a sina da mulher foi ser alguém que concebe, que produz vida. E este conceber, este produzir, é tão forte que ela o transborda para os outros, movendo a inspiração dos homens, para que estes se deixem levar, e no embalo produzido pela força de concepção da mulher concebam, escrevam, e criem encantados poemas sobre ela, para ela.


Mas, Maria também é poesia porque, como diz Edmar Jacinto, toda boa poesia “nasce do útero da dor”. Não a dor física, mas a dor moral, pois a dor física anula os sentimentos criativos. Alguém que sentindo uma forte dor de estômago, ou tendo um dos seus membros decepado, se senta e escreve um poema, é uma exceção. O poeta Ferreira Gullar diz que:


A dor física, se de forte intensidade, tem o poder de anular momentaneamente nossa capacidade intelectual, reduzindo-nos ao nosso corpo – corpo que dói... a dor moral – ao contrário dador física, que nos reduz a condição de ‘corpo’ – nos coloca diante de nossos valores e de nosso destino.


É por isso que Maria é poesia.


Note bem, grávida e noiva, mas o filho que carrega não é do seu amado José. Agora ela corre o risco da difamação por parte do noivo, por parte da família, por parte da cidade. Corre o risco de perder o amor de sua vida. Corre o risco de perder o seu sonho de casamento. Corre o risco enfim, de perder sua própria vida; pois a traição marital era punida com a morte. Ela carrega uma incógnita no ventre. Quem seria Jesus? Que missão tão elevada seria esta? Como desempenharia esta missão? Era tudo tão estranho, tão absurdo, tão fantástico...


"A mulher, que não pode aproximar-se do Santuário, “conterá“ o Deus que aquele mesmo Santuário pretendia encerrar entre seus muros. A mulher, que não podia nem sequer ousar tocar na Bíblia, acolherá dentro de si a Palavra de Deus feita carne. A mulher, que não pode dirigir-se ao sacerdote, nem muito menos tocá-lo, será mãe do Santo dos Santos. O Deus, que jamais dirigiu a palavra a uma mulher, a chamará “Immà” (mãe)." (Alberto Maggi)


Por isso, Maria tem que ser poesia e das mais belas. Poesia gestada no útero da dor, e esperando dor, que como disse Simeão, semelhante a uma espada transpassaria sua alma, seu coração (Lucas 2:35). Dor que ela sentiu em toda sua intensidade, quando viu Jesus, o seu menino querido, filho dedicado, pendurado numa cruz, se esvaindo em sangue. E se é esta dor que gera poesia – a dor moral – Maria é chamada de poema com muita razão de ser.


Maria...


Esta que é a mulher mais importante da história, a “bendita entre as mulheres” (Lucas 1:42). Amiga, irmã, companheira, na mesma caminhada de fé no Cristo que salva.


Mulher que dá exemplo de posicionamento diante de seu Deus, diante da vida, e ao mesmo tempo conclama com sua atitude, todos os seus outros irmãos na fé, a imitá-la: “Façam tudo o que ele (Cristo) lhes mandar!” (João 2:5).


Maria/mulher “é um dom, uma certa magia, uma força que nos alerta” (Milton Nascimento). Verdadeiramente ela foi “bendita entre as mulheres!” E as suas palavras continuam soando como um desafio a todas gerações: “Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a tua palavra”. Gilberto Gil tinha razão: “A fé tá na mulher!”

11 comentários:

Alberto Couto Filho disse...

Pr Joelson,
Maria , mulher, poesia
Minha filoginia me obriga a comentar nesta magnífica mensagem.
Eis fragmentos de minhas anotações, à guisa de enriquecimento dos ditos sobre o tema. A extensão do comentário é proporcional à qualidade da sua mensagem:
>> “Um dia apareceu” do Pastor Paulo Cesar Brito
Um dia apareceu um anjo do Senhor a uma menina
Bendita tu serás e todos vão te achar cheia de graça
Eis que darás a luz, um santo há de nascer, filho do Altíssimo
E Ele reinará, seu reino não tem fim, seu reino é para sempre
>>Tirana de Castro Alves:
"MINHA MARIA” é bonita,
Tão bonita assim não há;
O beija-flor quando passa
Julga ver o manacá.

Alberto Couto Filho disse...

>>Mulheres de Vito Cesar:
Mulheres serenas, promessas de nada.
mulheres de vento, de sopro divino,
mulheres de sonho, mulheres sentido,
mulheres da vida, melhor ter vivido...
Mulheres de tempo, em que tudo que havia fazia sentido,
mulheres que eu vejo, no sol de janeiro,
mulheres saídas de potes de vidro,
mulheres faceiras, as mais feiticeiras, melhor ter sorrido...
>>Mulher de Custódio Mesquita
Não sei
Que intensa magia
Teu corpo irradia
Que me deixa louco assim mulher
Não sei
Teus olhos castanhos
Profundos estranhos
Que mistério ocultarão mulher

Alberto Couto Filho disse...

>>Ode à mulher de Dalva M Ferreira
Ó doce mulher,
olhos de corsa,
mãos hábeis de fada madrinha,
e língua persuasiva.

Ó busto macio,
ventre de barro
aonde afundam todas as ânsias,
como as sementes.

Ó gota de orvalho,
rosário nas ramas,
onde o pássaro faz o seu ninho,
e o amado se aninha.

...e tem mais, muito mais sobre o tema.
Este seu espaço, realmente, é maravilhoso.
Parabens
Em Cristo

Alberto Couto Filho disse...

Pr Joelson,
Maria , mulher, poesia
Minha filoginia me obriga a comentar nesta magnífica mensagem.
Eis fragmentos de minhas anotações, à guisa de enriquecimento dos ditos sobre o tema. A extensão do comentário é proporcional à qualidade da sua mensagem:
>> “Um dia apareceu” do Pastor Paulo Cesar Brito
Um dia apareceu um anjo do Senhor a uma menina
Bendita tu serás e todos vão te achar cheia de graça
Eis que darás a luz, um santo há de nascer, filho do Altíssimo
E Ele reinará, seu reino não tem fim, seu reino é para sempre
>>Tirana de Castro Alves:
"MINHA MARIA” é bonita,
Tão bonita assim não há;
O beija-flor quando passa
Julga ver o manacá.

Alberto Couto Filho disse...

>>Mulheres de Vito Cesar:
Mulheres serenas, promessas de nada.
mulheres de vento, de sopro divino,
mulheres de sonho, mulheres sentido,
mulheres da vida, melhor ter vivido...
Mulheres de tempo, em que tudo que havia fazia sentido,
mulheres que eu vejo, no sol de janeiro,
mulheres saídas de potes de vidro,
mulheres faceiras, as mais feiticeiras, melhor ter sorrido...
>>Mulher de Custódio Mesquita
Não sei
Que intensa magia
Teu corpo irradia
Que me deixa louco assim mulher
Não sei
Teus olhos castanhos
Profundos estranhos
Que mistério ocultarão mulher

Alberto Couto Filho disse...

>>Ode à mulher de Dalva M Ferreira
Ó doce mulher,
olhos de corsa,
mãos hábeis de fada madrinha,
e língua persuasiva.

Ó busto macio,
ventre de barro
aonde afundam todas as ânsias,
como as sementes.

Ó gota de orvalho,
rosário nas ramas,
onde o pássaro faz o seu ninho,
e o amado se aninha.

E tem mais, muito mais sobre este maravilhoso tema.
Parabéns pela mensagem
Seu conservo

JOELSON GOMES disse...

Sr. Alberto, diante de suas palavars só posso aplaudir. Clap, clap, clap. Muito obrigado.

nardopuro disse...

Que lindo,Pr.Glória a Deus,por este post,simples como Maria mas cheio de Graça,como seu nome...
Um abraço
No amor de Cristo
Maria Goulart

Maciel disse...

Irmão Joelson,Paz do Senhor Jesus meu irmão!
No livro de Lucas 1.28 fala:E,entrando o anjo onde ela estava,disse: Salve,agraciada;o Senhor é contigo;bendita és tu entre as mulheres.
Maria foi agracida mais do que todas as outras mulheres,porque lhe foi concedido ser mãe de Jesus Cristo.
Mas as Escrituras não ensinam em lugar algum que devemos dirigir-lhe orações a Maria,nem adorá-la,nem atribuir-lhe títulos especiais como muitas pessoas fazem.
Maria é digna do respeito,mas somente o Filho do DEus Vivo "Jesus Cristo" é digno da nossa adoração.
Maria foi escolhida por DEus porque ela achou graça diante dele. Sua vida santa e humilde agradou tanto a DEus,que Ele a escolheu para tão sublime missão.
A benção de Maria,por ter sido escolhida,trouxe-lhe grande alegria,mas também muita dor e sofrimento olhem em Lucas 2.35, uma vez que seu "Filho" Jesus Cristo seria rejeitado e cruscificado.
Nesta vida,a chamada de DEus sempre envolve bênção e sofrimento,alegria e tristeza,sucesso e fracasso,e desilução.
As mulheres e principalmente mulheres jovens em geral devem seguir o exemplo de Maria quanto à castidade(virgindade),ao amor a DEus,à sua Palavra e à disposição de obedecer ao Espírito Santo.

Daniel Nonato disse...

Olha que bela poesia parabéns, que bela colocação em relação a Maria como participante na Historia da Salvação. É de extrema importância que neste Nata não esqueçamos que Jesus escolheu uma familia (Mãe e Pai), para habitar e com eles viver. E por nós morrer.Vamos decretar o fim do mito papai noel.Celebrando o dia da familia.

Nair Morbeck Sobrinha disse...

Muito legal, seguindo com carinho!



Shalom!

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.