Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

EVANGÉLICOS, DIGNOS DO NOME QUE LEVAM?


Robinson Cavalcanti

A eleição presidencial teve todos os lances mesmo de pleito para prefeito dos grotões do interior, não somente no tipo de promessas feitas, mas na baixaria que correu solta na mídia e na globoesfera em termos de ataques pessoais, calúnias morais e demonização religiosa. Esse é um aspecto decepcionante, e indica quão longe o Brasil se encontra ainda de uma democracia consolidada. Tivemos um “reavivamento” da satanização das eleições de 1989 e de 1994, apenas trocando de “diabo” (onde se liaLula, leia-se: Dilma).

As invencionices mirabolantes no plano moral e no plano religioso indicam a pobreza da ausência de partidos fortes, ideologias nítidas e programas claros e objetivos para o julgamento dos eleitores, que é o que, no fundo, interessa para uma boa gestão da coisa pública, para a afirmação da cidadania, e para a promoção do bem-comum.

O mais lastimável foi ver o papelão de muitos evangélicos envolvidos nessas demonstrações de subdesenvolvimento político. As igrejas históricas, retraídas, já foram, no passado recente, submetidas a uma “amnésia compulsória” quanto ao pensamento e a ação desenvolvida no passado em nosso País, com exemplos notáveis de uma minoria discriminada com uma presença significativa.

Muitas dessas igrejas sofreram influência nas últimas décadas do fundamentalismo e a importação da polarização norte-americana. Os pentecostais saíram do gueto e da aversão à política para uma presença desordenada e pragmática, sem uma reflexão teológica adequada, e ainda obstaculados por sua escatologia pessimista, não conseguindo superar o corporativismo clientelista, apanágio generalizado de seus concorrentes neo(pseudo)pentecostais.

Com uma cultura política limitada, muitos evangélicos, de diversas denominações, foram presas fáceis e massa de manobra para políticos espertalhões (e líderes religiosos comprometidos com essa experteza). O resultado, em termos do que circulou, principalmente pela internet, foi vergonhoso. Uma coisa é certa: a comunidade evangélica se apequenou nesse pleito e saiu arranhada em sua imagem e credibilidade.

É hora de saco e cinza, de autocrítica, de arrependimento, de iluminação do pensamento pelo Espírito da Verdade, para que, nas futuras eleições, nosso quantitativo se relacione com o qualitativo, e possamos dar um testemunho maduro, que concorra para o bem da Pátria terrena. E que essas “guerras (nada) santas” seja apenas uma lamentável página do passado a ser esquecida.


Pavablog

4 comentários:

Caline Galvão disse...

"experteza" é com "s"...

Concordo com Robinson Cavalcanti, contudo, não creio que todos os evangélicos foram levados pela "massa" alienada de crente. Mudei meu voto na última semana da eleição por um simples motivo: gosto da economia do atual Governo, mas não gosto do rumo que o PT está tomando. Querer centralizar os meios de comunicação para que eles se tornem submissos ao plano de Governo é um absurdo. Outra questão é o fato de Dilma não ser uma pessoa emocionalmente equilibrada. Ela não sabe nem conversar com jornalistas! Imagine com líderes de outros países! Creio que o PT não foi feliz em colocá-la como candidata à presidência. Não estou gostando também das "confusões" nada morais e não corruptas da Casa Civil.

Por estas questões, preferi votar em Marina: um novo nome, sem mancha e de caráter VERDADEIRAMENTE cristão. Não votei por ela ser crente, mas por ter CARÁTER, propostas INOVADORAS, ter sido a melhor no último debate e por defender sempre a DEMOCRACIA.

Porém, é lastimável o número de emails que recebi denegrindo Dilma. É lastimável também falar sobre a época da Ditadura Militar e dizer que ela é terrorista (verbo "ser" no presente). Dizem que ela é assassina. Onde estão as provas? Contudo, há provas de SOBRA das atrocidades e assassinatos que os militares cometeram.

Dizem que Dilma pegou em armas. E daí? Como descrente (sem salvação em Cristo), qualquer um pegaria em armas para se defender naquele contexto em que vivia o Brasil. Até eu que sou cristã pegaria também, iria lutar até à morte por minha vida! Dizem que Dilma estava armada como se o Exército não tivesse se comportado como TERRORISTA.

Dizem que os ditadores queriam salvar o país do "demo", das coisas ruins (socialismo)... Mas poucas pessoas sabem ou viram a FOTO DE STÁLIN CUMPRIMENTANDO O PRESIDENTE DOS EUA. Poucos sabem que Satálin era bem quisto pelos canadenses!!!! Poucos sabem que a Guerra Fria foi uma guerra de interesses e que tanto os pobres da Rússia quanto os pobres dos EUA sofreram as mesmas penalidades na pele!!! Tais como ainda sofrem.

Sinceramente, Marx estava correto ao dizer que a religião é o que aliena o povo. Jesus nunca pregou religião e, aliás, abominava a religião dos fariseus... O que discordo de Marx é quando ele diz que deve se extirpar a religião. O que discordo é matar pessoas por causa da religião delas. No entanto, se a liberdade fosse um dos pontos de Marx, garanto que o Socialismo seria infinitamente melhor que o Capitalismo.

Por isso, que no segundo turno votarei em Dilma, mesmo desgostando de quem ela é porque acredito que a Economia brasileira como está só irá progredir. Com relação à liberdade de expressão/imprensa/religiosa, lá no meu íntimo não creio realmente que o PT poderá mudar alguma coisa, mesmo se quiser. Caso um dia isso ocorra, o próprio povo brasileiro irá fazer sua revolução particular. E, consequentemente, terá auxílio dos militares para isso... Com relação às corrupções do PT... Enfim... Antes denunciar os envolvidos, e retirá-los do poder do que simplesmente entregar meu voto a um partido que é totalmente contrário às minhas convicções (PSDB).

Portanto, não votarei em Serra por causa da Economia, visto que a visão tucana é totalmente voltada para os empresários em detrimento dos trabalhadores.

Fiz-me entender?

Alberto Couto Filho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mário Flávio disse...

Oi Caline, graça e paz.
Acompanhei os debates e entre um e outro a "metamorfose" tomou conta de mim, mudei o meu voto! como tantos desatentos brasileiros, votaria em DILMA por ser um confesso entusiásta do presidente LULA, ele é o "CARA" como disse o outro lá... mas com o passar dos dias, alguns escandalos sucessivos envolvendo a casa civil, cargo inferior só ao presidente! comecei a ver e desconfiar das "boas intenções" da Dilma, a sua amiga e confidente, assumiu sua vaga, ai foi que a fossa estorou, culminando com a sua saida "a francesa" e a minha antes convicção transformouse em decepção! incluindo ai o meu "herói" LULA, no mínimo ele se precipitou e escolheu usando o critério "cargo de confiança" não fez uma leitura minuciosa do comportamento social da popularidade e intimidade com a massa o povo, como ele, Lula, sempre teve e fez disso a sua marca pessoal, a empatia com o povo Brasileiro.
Não irei falar da história da política de MARX, e sua visão fria e contundente de povo/religiao, ou dos grandes nomes da história... a minha visão é a do agora, do Brasil do século XXI, onde desafios, antes "escondidos" veem a tona, temas proibidos hoje estão escancarados esperando que alguém os enfrentem e tomem posição... aborto, casamento GAY, maconha, pena de morte, "liberdade e expressão religiosa" - complicado - enfim, o povo anseia por mudanças.
Por essas e por outras é que não concordo em um ponto da sua inteligente redação... votar na DILMA.
Eu votei na MARINA, por perceber uma nova abordagm para problemas novos e antigos, sinceridade e firmeza nas respostas, inteligencia acima da média, em, não se valer da sua condição de "crente" para induzir as pessoas.
votei em MARINA, ela não passou para o segundo turno. não votarei em nimguém! não compactuarei com pessoas em que não acreditei no primeiro turno, continuo não acreditando, alguém se elegerá, com certeza! mas não como meu voto!
e que DEUS nos proteja.

Manoel Carlos disse...

Joelson o PT representa um todo anti Deus: gayzismo, aborto, mordaça para Padres, Pastores, etc ...PNDH-...
Dilma deve ser repudiada por quem busca a Deus. Serra não é o ideal, as pelo meos não está no seu plano de govrno homossexualizar o Brasil. O Senhor Robson Cavalcanti é um comunista de carteirinha, só não tem coragem de dizê-lo publicamente. De cristão só tem o nome.

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.