Páginas

Pesquisar este blog

EI VOCÊ VENHA SEGUIR TAMBÉM!

sábado, 7 de novembro de 2009

VOLTEMOS AO EVANGELHO



Vivemos em meio a um "evangelho" estranho as Escrituras. Já não se sabe mais o que é um evangélico e em que um evangélico acredita. Pregadores de rádio e TV têm repetido SUAS fórmulas apelativas e SEUS evangelhos, mas, têm esquecido do evangelho da Biblia. O desconhecimento das pricipais doutrinas cristãs salta a olhos vistos e os termos da salvaçao ninguém mais conhece. Lembrando que o evangelho biblico é a única coisa que liberta, escrevi o que vai abaixo.


1- REGENERAÇÃO - A regeneração é uma obra autônoma e distinta de todas as outras ações do Espírito Divino. Ela deve ser cuidadosamente diferenciada da conversão e da santificação; e tem de ser entendida como a base e a fonte destas. Isto porque é necessário existir uma renovação espiritual do homem, por completo, antes que a alma passe ao estado de adotado, justificado e santificado. É a regeneração operada pelo Espírito de Deus que capacita o ser humano a ter fé para a conversão. Ela vivifica o ser humano morto nos pecados, abre-lhe os olhos para o evangelho (Ef. 2:1-3, 6-9; Tt. 3:5; 1Pd. 1: 22-23).


2- NOVO NASCIMENTO - Como descendente de Adão e Eva aqui o ser humano traz a natureza carnal, corrompida. Para que seja aceito na família de Deus ele tem que matar esta velha natureza, ou seja, nascer de novo. Em Cristo , quando tem fé nEle, o ser humano participa figurativamente de sua morte, assim, é como se o ser humano morresse com Cristo matando a sua natureza carnal. E também participa de sua ressurreição, então, como se levantasse uma nova pessoa. Tudo isso acontece pela fé e é a condição para se ter a vida eterna (Jo. 3). Este novo nascimento é operado pelo Espírito Santo que pega a Palavra de Deus e a aplica ao coração do ser humano. Este é o simbolismo da água (a palavra de Deus Jo. 6: 63; 13:10; 15:3; Ef. 5:25-26). Só assim o ser humano passa a ser filho de Deus (Jo. 1:11-13).


3- CONVERSÃO - É ato de voltar do pecado e dos interesses próprios para Deus, mediante a fé em Jesus Cristo, como resultado de alguma proclamação cristã das Sagradas Escrituras, do evangelho (Rm.10:17). Nas pregações bíblicas era enfatizado que o ser humano deveria se converter, mudar o rumo de sua vida (At. 3: 19).


4- JUSTIFICAÇÃO - A justificação é o ato da graça de Deus pelo qual nos declara justos, perdoa todos os nossos pecados (Rm. 3: 24) e nos aceita como justos aos seus olhos (2 Co. 5: 21). A justificação libera o crente de todas as acusações e de toda sentença que o tribunal divino deveria pronunciar contra ele. O amor de Deus é a origem de tudo, pois somos justificados por sua graça (Rm. 3:24), e o meio de fazer isso é o sangue de Cristo (Rm. 3: 25; 5:9). Na cruz Cristo levou nossos pecados e sofreu o castigo que eles mereciam, mas a prova de que estamos libertos dos pecados foi dada por Sua ressurreição (Rm. 4:25). Tudo isso é feito somente na base da justiça de Cristo imputada a nós (Rm .5: 19), e recebida unicamente pela fé (Gl. 2: 16; Fp. 3: 9).


5- PERDÃO - Todos os seres humanos estão em uma situação de culpa diante de Deus (Rm. 3:23; 6:23). Tanto ignorantes quanto sábios. E porque é pecador o ser humano precisa de perdão e é esse o sentido do evangelismo, anunciar o perdão dos pecados. Jesus Cristo morreu pelos pecados dos resgatados e sofreu o completo castigo que eles mereciam. Por isso Deus é justo ao receber como perdoados aqueles que vêm a Ele por intermédio de Jesus Cristo. Sua justiça está satisfeita em relação as faltas deles. Deus não perdoa do mesmo modo que os homens, não passa por cima dos pecados com indulgência, mas antes, em seu Amor, enviou seu Filho para ser a propiciação por eles. Este sacrifício de Jesus é único (Hb. 9:6; 10: 18), e todos os convertidos estão diante de Deus num estado de eterno perdão, é o perdão fundamental. Agora podemos pecar, quando isso acontece nossa posição não é modificada, mas a comunhão com o Pai é interrompida, ela só é reatada quando confessamos nossos erros (1Jo. 1:9). É o perdão governamental.


6- REDENÇÃO - Redenção é o pagamento de um resgate em favor de alguém. O ser humano é aqui escravo do pecado (Jo. 8:34), por isso precisa ser liberto do mesmo. Está debaixo do pecado significa está sujeito a ele, está debaixo do seu poder. Cristo suportou o castigo que nossos pecados mereciam, e com isso a ira de Deus contra eles foi esgotada. Estamos, pois, justificados. Por outro lado, Cristo deu sua vida em resgate pala nossa (Mt. 20: 28; 1Tm. 2:6), este é o pagamento pelos nossos pecados, de modo que somos resgatados. Teríamos que pagar a divida originada pelos nossos pecados com a nossa própria vida, pois o salário do pecado é a morte (Rm. 6:23). Mas Cristo deu a sua em nosso lugar. Como Ele era sem pecado, não tinha de passar pela morte, mas podia morrer por outros que eram pecadores, a saber, dar a sua própria vida como resgate por eles. É a redenção pelo seu sangue (Ef. 1:7).


7- RECONCILIAÇÃO - O Novo Testamento apresenta a reconciliação principalmente em quatro passagens (Rm. 5:10-11; 2 Co. 5:19; Cl. 1: 19-22; Ef. 2:16). O ser humano está afastado de Deu por causa do seu pecado. Este afastamento e uma conseqüência da Queda no pecado e logo ficou evidenciado na conduta de Adão e Eva em se esconderem de Deus (Gn. 3). Assim, nesse estado o ser humano e inimigo de Deus e precisa de reconciliação (Rm. 3: 11; 5:10). O fundamento da reconciliação é Jesus Cristo e sua obra na cruz. Esta e uma obra de Deus e o ser humano é apenas beneficiário da mesma.


8- ADOÇÃO - É o ato da livre graça de Deus (1Jo. 3:1) pelo qual somos recebidos no número dos salvos e temos o direito a todos os privilégios dos filhos de Deus (Jo. 1:12; Rm. 8:17). Como seres humanos aqui antes da conversão somos criaturas de Deus, após a conversão passamos a ser filhos de Deus por adoção (Rm. 8:15-17).


9- SANTIFICAÇÃO - O significado essencial de santificação é “posto à parte, separado”. Os cristãos são santificados em Cristo. A santificação tem dois sentidos:

a- No primeiro sentido, o ato, feito de uma vez por todas, pelo qual o crente é posto à parte para Deus. Cada cristão na conversão foi separado para Deus. Esta a santificação posicional (1Co. 1:2; 6:11; Hb. 10: 10).

b- E em seu segundo sentido a santificação é um fato progressivo. Diz respeito ao processo ativado pelo Espírito Santo, pelo qual o crente, na sua vida prática, deve tornar-se cada vez mais puro e separado do mal (2 Ts. 2:13; Hb. 12: 14; 1Pd. 1: 15;2:9).



10- GLORIFICAÇÃO – Diz Wayne Grudem: Podemos definir glorificação da seguinte maneira: A glorificação é o passo final na aplicação da redenção. Ela acontecerá quando Cristo retornar e ressuscitar dentre os mortos os corpos de todos os crentes de todas as épocas que morreram e reuni-los às respectivas almas, e mudar os corpos de todos os crentes que permanecerem vivos, dando assim a todos os crentes ao mesmo tempo um corpo ressuscitado perfeito igual ao seu. Quando Cristo nos redimiu, ele não redimiu apenas nosso espírito (ou alma) — ele nos redimiu como pessoas completas, e isso inclui a redenção de nosso corpo. Portanto, a aplicação da obra redentora de Cristo a nós não será completa até que nosso corpo seja inteiramente liberto dos efeitos da queda e trazido ao estado de perfeição para o qual Deus o criou. De fato, a redenção de nosso corpo ocorrerá somente quando Cristo retornar e ressuscitá-lo dentre os mortos. Mas, no tempo presente, Paulo diz que esperamos pela “redenção do nosso corpo” e então acrescenta: “Pois nessa esperança fomos salvos” (Rm 8.23,24). O estágio da aplicação da redenção em que receberemos por fim o corpo ressuscitado é chamado de glorificação. Referindo-se àquele dia futuro, Paulo diz que participaremos da glória de Cristo (cf. Rm 8.17). Além disso, quando Paulo traça os passos na aplicação da redenção, o último que menciona é a glorificação: “E aos que predestinou, também chamou; aos que chamou, também justificou; aos que justificou, também glorificou” (Rm 8.30).

Um comentário:

Rede de Jovens da IEADAM-Presidente Figueiredo disse...

Olá Pr. Joelson!! A paz do Sr. Jesus.

Fico feliz por que vc eh mais um daqueles q orientam sabiamente o povo de Deus e se encaixam na minoria destes. Parabéns pelo post.

fik na pazzz

NÃO PARE AQUI VÁ PARA OS TEXTOS MAIS ANTIGOS.